Nova Zelândia busca brasileiros para bolsas nas áreas de energias renováveis e agricultura

Nova Zelândia busca brasileiros para bolsas nas áreas de energias renováveis e agricultura

*Atualizado em 13/02/2018

Dez das maiores universidades e institutos de tecnologia da Nova Zelândia estão com inscrições abertas para estudantes brasileiros interessados em concorrer à bolsas para fazer cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado.

As bolsas, oferecidas pelo governo neozelandês através do programa New Zealand Development Scholarships, podem ter duração de seis meses a quatro anos. Agricultura e energias renováveis são as áreas prioritárias determinadas para os candidatos brasileiros, escolhidas com o propósito de fomentar avanços acadêmicos e científicos no Brasil.

Os estudantes selecionados terão todos os custos cobertos pela bolsa: viagem internacional, seguro saúde, um subsídio mensal de 350 dólares para moradia e alimentação, além de 2.170 dólares para as despesas iniciais na chegada ao país. As universidades estão localizadas em diversas cidades, como Dunedin, Wellington, Christchurch e Auckland.

Para concorrer a uma das 14 bolsas disponíveis, os interessados precisam ter até 39 anos, ter trabalhado por pelo menos um ano na área pretendida, comprovar proficiência na língua inglesa e comprometer-se a ficar no Brasil, depois de seu retorno, por pelo menos dois anos, para colocar em prática o que aprenderam na Nova Zelândia.

As inscrições deverão ser feitas online neste site até 14/03. 

“Nossas bolsas de estudo fomentam e constroem líderes, aproximam instituições de ensino do Brasil e da Nova Zelândia e, sobretudo, estimulam habilidades que serão valiosas aqui, no retorno dos bolsistas”, diz Caroline Bilkey, embaixadora da Nova Zelândia no Brasil. Ela explica que o New Zealand Development Scholarships é financiado pelo New Zealand Aid Programme, um programa do governo que custeia iniciativas internacionais.

Entre as universidades que receberão os estudantes aprovados estão oito que fazem parte de um ranking das melhores instituições de ensino superior do mundo, elaborado em 2017/2018.

Abaixo você confere a lista completa das universidades e escolas politécnicas onde os cursos serão realizados:

Auckland University of Technology
Lincoln University
Massey University
Unitec Institute of Technology
University of Auckland
University of Canterbury
University of Otago
Victoria University of Wellington
University of Waikato
Manukau Institute of Technology

Foto: reprodução Facebook New Zealand Education

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

9 comentários em “Nova Zelândia busca brasileiros para bolsas nas áreas de energias renováveis e agricultura

  • 4 de fevereiro de 2017 em 3:42 PM
    Permalink

    No site não aparece Brasil como país eleito para candidatura de estudantes

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2017 em 5:57 PM
    Permalink

    Quais as áreas que devemos ter experiência pra concorrer à bolsa?

    Resposta
    • 6 de fevereiro de 2017 em 10:40 AM
      Permalink

      Oi Junior, tudo bem? Agricultura e energias renováveis são as áreas prioritárias determinadas para os candidatos brasileiros.
      Abraço,
      Suzana

      Resposta
      • 29 de maio de 2017 em 10:52 AM
        Permalink

        Bom dia. Gostaria de saber quando será a próxima data de seleção. Muito obrigado

        Resposta
  • 6 de fevereiro de 2017 em 3:34 PM
    Permalink

    Boa tarde Suzana! Seria possível você me informar se se trata de uma agência de recrutamento? Meu interesse seria no doutorado e gostaria de saber qual vínculo eles têm com o governo brasileiro.

    Resposta
  • 6 de fevereiro de 2017 em 3:39 PM
    Permalink

    Além disso, você poderia me sugerir alguns sites que descrevam sobre esse programa? É que eu nunca ouvi falar nele.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2017 em 1:27 AM
    Permalink

    Necessita domínio em inglês então ? :/

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2017 em 3:14 PM
    Permalink

    aproveitar a experiencia dos tecnicos agricolas

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2017 em 2:36 PM
    Permalink

    Como queria participar do processo seletivo. Trabalho com um núcleo de Desenvolvimento Rural Sustentável- Acompanhando um projeto de implementação de tecnologias sociais com 20 famílias da zona rural de Alagoas. Mas, vi que só pode concorrer quem tem no máximo 39 anos. Acabei de completar 40 anos. Será se não tem nenhuma possibilidade?

    Resposta

Deixe uma resposta