No lugar de uma turbina, uma árvore eólica

Um estudo internacional conduzido, no final de 2015, por algumas das mais importantes entidades do setor elétrico revelou que a geração de eletricidade a partir de fontes de energia limpa teve seu valor reduzido drasticamente e atualmente o custo da energia eólica é praticamente o mesmo dos combustíveis fósseis, como petróleo, gás natural e carvão.

Todavia, ainda parece que o acesso aos benefícios ofececidos pela energia produzida a partir do vento está longe das grandes cidades e de pessoas, como eu e você, já que a produção deste tipo de energia depende de grande turbinas eólicas, geralmente instaladas em  lugares remotos, afastados das cidades.

Mas uma empresa francesa criou um novo produto que pode mudar esta situação. A francesa NewWind desenvolveu uma árvore eólica. “Minha ideia principal era oferecer um serviço elétrico original e de qualidade, deixando de lado o conceito de “turbina eólica”, e criando uma forma mais orgânica possível”, afirma Jérôme Michaud-Larivière, fundador e CEO da companhia.

Batizada de Arbre à Vent, árvore ao vento em francês, ela possui uma série de “folhas”, que impulsionadas pelo vento, produzem eletricidade. A tecnologia consiste na geração de energia através de um eixo vertical, movido por uma lâmina. Segundo a NewWind, juntas, microeletricidade e múltiplas turbinas, têm maior potencial para capturar ventos fracos e acumular energia.

Cada árvore eólica produz eletricidade suficiente para fazer funcionar 15 postes de rua de 50W, atender 80% da demanda de uma residência e gerar energia suficiente para um carro elétrico rodar 16 mil km por ano.

Entre as vantagens da Arbre à Vent apontadas por Michaud-Larivière estão o design, que mimetiza uma árvore natural; a preocupação em ter todo cabeamento e partes elétricas embutidas no tronco e nos galhos; a vida útil de 25 anos e ser resistente à tempestades. Além disso, ela é silenciosa e pode ser instalada em qualquer lugar.

No lugar de uma turbina, uma árvore eólica

A árvore francesa tem 10 metros de altura e 8 metros de diâmetro e a instalação leva de dois a quatro dias. Sua capacidade de geração elétrica é de 2.400 kWh. Caso a mesma quantidade de energia fosse produzida por uma fonte fóssil, como queima de carvão ou petróleo, seriam emitidas 3,2 toneladas de dióxido de carbono, um dos gases considerado o principal responsável pelo aquecimento global.

A Arbre à Vent já recebeu diversos prêmios internacionais de design e inovação e pode ser vista, gerando eletricidade limpa, em países como Alemanha, Suíça e França.

Leia também:
Todos os trens da Holanda já são movidos a energia eólica
Lego inaugura fazenda eólica para reduzir impacto ambiental
Aquecimento global reduzirá oferta de energia no mundo todo
Custo da energia eólica se equipara a dos combustíveis fósseis

Fotos: divulgação NewWind

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “No lugar de uma turbina, uma árvore eólica

  • 12 de maio de 2017 em 6:25 PM
    Permalink

    Boa noite para todos os amigos .
    A nossa criatividade não tem limites .
    E triste e decepcionante quando se tem grandes ideias inovadoras ecologicamente corretas com zero impacto ambiental para o setor elétrico mundial .
    Todos estão em busca de alternativas sustententavel para geração de energia elétrica sustentável e não conseguem apresentar nada de inovador .
    Eu criei os Projetos EAS Geração de Energia Auto Sustentável único no mundo mesmo assim os governantes mundiais esta cegos e perdendo esta oportunidade de suprir o crescente consumo de energia a nível mundial .
    Se houver apoio financeiro em poucos meses tudo poderá ficar pronto , mas esta tudo parado por falta de recursos financeiro .
    ATÉ QUANDO FALA BRASIL .
    Compartilhe as paginas dos Projetos EAS no Face Book e o Blog do projetoeas.blogspot.com.br eu agradeço a todos os amigos .
    Brasil no seu dia a dia .

    Resposta

Deixe uma resposta