Nelson Sargento: 94 anos de vitalidade!


nelson sargento

O Brasil tem quase 600 mil pessoas com mais de 90 anos. Pode parecer muita gente, mas é menos de 0,3 % da população. Viver tanto assim é uma realidade reservada para poucos, e muitos que chegam lá tem problemas de mobilidade, saúde mental comprometida, visão embaçada.

O Brasil de Cor conversou com um desses brasileiros que nasceu na década de 1920. É o sambista carioca Nelson Sargento, que aos 94 anos de idade não abandona o palco, encara a rotina desgastante de hotéis e voos, escreve e ainda, tem tempo para manter um canal no Youtube.

Para compreender a importância de Nelson Sargento, basta dizer que ele é um dos baluartes da Mangueira, escola de samba carioca, que é quatro anos mais nova do que ele. Além disso, quando ainda era adolescente, fez sua primeira parceria com o Mestre Cartola.

Quando faz um balanço de sua longa vida, Nelson Sargento tem muitos motivos pra comemorar, entre eles, ter sido o único sambista a ganhar o Kikito, maior prêmio do cinema brasileiro. Este ano, foi convidado pelo rapper paulista e também sambista Criolo para uma série de shows pelo Brasil. Montaram o repertório e estão na estrada. Na passagem por Curitiba, foi gravada a entrevista abaixo:

Foto: reprodução Facebook/Edinho Alves

Herivelto Oliveira

Jornalista há 30 anos, é formado em Comunicação Social na Universidade Federal do Paraná. Em 1986, começou a carreira em televisão, primeiro como repórter e mais tarde, editor e apresentador. Trabalhou nas Redes Globo e Record. Em 2015, montou sua própria empresa, a Sobrequasetudo Comunicação e Arte, especializada em media training. Em 2017, criou o Brasil de Cor, um canal para dar oportunidade e visibilidade a negros brasileiros

Deixe uma resposta