A natureza é espírito

reconexao-amazonia-foto-marco-moreira

Vamos admitir: infelizmente, fomos privados do direito de conhecer verdadeiramente a floresta que ocupa quase 60% do nosso Brasil. Na escola, mal me lembro do que aprendi. Você se lembra?

Inspirada pelo post anterior, resolvi aprofundar o tema. O que vemos aos montes são dados quantitativos sobre a Amazônia, mas cá para nós, dependendo de como captamos a informação, eles ainda mantêm a Amazônia em um universo distante porque, embora sejam reais, não acredito que toquem o coração ou provoquem sensibilização. Me diz o que você acha?

Vamos dar uma espiada no que normalmente aprendemos. Amazônia:
… 6,9 milhões de quilômetros quadrados (o que é isso?)

… está em nove países sul-americanos: Brasil, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Suriname e Guiana Francesa. (E…)

… também em nove estados brasileiros: Amazonas, Pará, Mato Grosso, Acre, Rondônia, Roraima, Amapá, parte do Tocantins e parte do Maranhão. (E…)

Até aí, já estou pensando: “quais são a dimensões disso? Não tenho ideia!”.  Continuando:

… 40 mil espécies de plantas (?)

… mais de 400 de mamíferos (?)

… 1.300 espécies de pássaros (?)

… milhões de insetos (?)

… maior bacia hidrográfica do planeta (?)

… tudo isso sendo devorado por pastagens, queimadas, desmatamentos, hidrelétricas.

Tá, tá, tá… é isso? A Amazônia é só isso?

Claro que não! O conhecimento que recebemos na escola sobre esta floresta (quando recebemos!) praticamente nos obriga a permanecer na superfície do que ela realmente é.

A famosa frase “quantidade não é qualidade” se aplica perfeitamente quando o foco é a necessidade urgente de uma nova educação sobre a Amazônia. Se ficamos apenas nos dados quantitativos, tendemos a nos afastar de suas qualidades.

Se você conseguiu sentir empatia, carinho, respeito e curiosidade pela Amazônia por causa das informações acima, respiro aliviada, embora tenha certeza de que você pertence a uma minoria.

Só para te dar um gostinho, existe uma linha filosófica chamada panpsiquismo que afirma, desde os tempos do primeiro filósofo conhecido, o Tales de Mileto, que toda matéria tem mente, consciência. Além dele, outros gênios da história falaram a mesma coisa: o cientista Leibnitz, o poeta e cientista Goethe, o pai da psicologia analítica Carl Jung. Este último, aliás, chegou a dizer o seguinte: “A natureza não é matéria, apenas. Ela é espírito”.

UAU! Esta frase veio de um maluco qualquer? Não! Veio de Jung. Já pensou a revolução que este pensamento pode causar, dentro e fora de nós, se passarmos a considerar que a floresta amazônica tem espírito? E que talvez também seja consciente, um organismo vivo?

Você deve estar pensando “opa, que papo é esse?”. Pois é. Se é assim mesmo ou não, só um coração aberto e uma mente idem poderão dizer – enquanto a ciência não provar isso de fato – mas (e de qualquer maneira), partindo de gênios como os que citei, uma afirmação dessas não pode mais continuar sendo ignorada.

Foto: Marco Moreira

Conectada com a força da floresta – guiada, protegida e inspirada por ela. Jornalista ambiental, educadora e fundadora do Reconexão Amazônia. Há mais de uma década tem se dedicado a proteger a Amazônia, onde morou por cinco anos. Mestre em Ciências Holísticas pela Schumacher College, Inglaterra, é formada em Educação para a Sustentabilidade pelo Gaia Education e Vivências com a Natureza pelo Instituto Romã.

Karina Miotto

Conectada com a força da floresta – guiada, protegida e inspirada por ela. Jornalista ambiental, educadora e fundadora do Reconexão Amazônia. Há mais de uma década tem se dedicado a proteger a Amazônia, onde morou por cinco anos. Mestre em Ciências Holísticas pela Schumacher College, Inglaterra, é formada em Educação para a Sustentabilidade pelo Gaia Education e Vivências com a Natureza pelo Instituto Romã.

2 comentários em “A natureza é espírito

  • 20 de setembro de 2016 em 8:36 AM
    Permalink

    A NATUREZA É ESPÍRITO!
    Sim, a natureza é espírito!
    Abrace, literalmente, uma árvore e sinta a energia que ela passa pra você. Aliás, que troca com você.
    Mas não abrace simplesmente, mecanicamente… Abrace com seus braços, seu coração e sua alma!
    Permita que sua energia permeie e interaja com a energia vital desse ser vivo maravilhoso e pulsante!
    Veja um time lapse da natureza e você entenderá o que ela é!
    Para você entender a natureza não precisa de palavras.
    Apenas sinta…
    É simples, você faz parte dela!
    Caminhe descalço na areia de uma praia com a água batendo nos seus pés e me diga depois se você não se sentiu revitalizado para mais um dia a ser vivido intensamente!
    Faça uma trilha em uma mata e descubra vida em toda parte, do solo até a copa da mais alta árvore, de dentro da terra até o mais alto que você puder ver no céu!
    Existe vida em toda parte!
    Vida é energia.
    Energia é vibração.
    Vibração é o que faz com que o nosso espírito reconheça o espírito da natureza!

    Resposta

Deixe uma resposta