Nas redes sociais, artistas cobram ações do governo para conter manchas de óleo no litoral nordestino

Artistas usam redes sociais para cobrar ações do governo para conter manchas de óleo no litoral nordestino

Diversas celebridades e vozes influentes do mundo artístico têm usado a internet, nos últimos dias, para demonstrar sua revolta e consternação (como os demais brasileiros) pela tragédia ambiental que acontece na costa nordestina, que desde setembro, sofre os impactos de um vazamento ‘misterioso’ de óleo.

Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Sonia Braga, Leandra Leal, Mateus Solano, Bruno Gagliasso, Bruna Marquezine, Vik Muniz são apenas alguns dos artistas que, através de suas páginas nas redes sociais, cobraram ações efetivas do governo federal para conter a contaminação da substância nas praias do Nordeste.

Até ontem (21/10), já eram 200 localidades e 14 unidades de conservação atingidas. Dezenas de tartarugas marinhas e filhotes foram encontrados mortos (leia mais aqui).

“Sr. Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles: quando é que vamos parar de debater quais estatísticas são verdadeiras, quais são falsas e qual é a origem desse petróleo cru que invadiu o nosso litoral nordestino pra partirmos, de fato, pra um plano de ação? Quando o senhor vai parar de jogar a culpa em outros países, em ONGs, inventando polêmicas, e assumir a responsabilidade que o seu cargo exige? Precisamos de ações concretas nas áreas atingidas e não de guerra de narrativa no Twitter!”, cobrou Leandra Leal, no Instagram, junto com o vídeo de um pescador, em Pernambuco, limpando as praias e exigindo medidas mais eficazes por parte dos órgãos ambientais.

Plano de ação para conter o óleo

Leandra Leal ressaltou que existe um Plano de Contingenciamento protocolar previsto em lei para desastre ambiental. “Estamos falando do maior desastre ambiental no Brasil, mas ao que parece, o senhor não entendeu ainda a proporção dessa contaminação. Eu posso ajudar e explicar: já foram 200 localidades atingidas e 78 municípios afetados nos nove estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Até agora. Esse fim de semana, fomos bombardeados com vídeos e relatos de pessoas que foram voluntariamente tirar o óleo das praias no braço! São pessoas que, para além do amor que sentem pela natureza, tb dependem dela pra sobreviver. Esse desastre sem precedentes não acaba só com a biodiversidade da região: ela extermina também possibilidades de sustento de muitas famílias. É inadmissível que este ministério ainda não tenha se organizado em ações efetivas e centralizadas para o imediato controle do avanço dessas manchas e em força tarefa pra conter os locais já afetados”.

O ator Bruno Gagliasso também compartilhou o mesmo vídeo que Leandra e comentou. “É urgente!!! Há mais de 50 dias o povo nordestino trabalha de forma incansável para limpar as manchas de óleo nas nossas praias. Nosso povo expõe sua saúde aos perigos do óleo cru em um esforço que não tem fim. Famílias inteiras dependem da costa para o trabalho e o sustento. Pessoas como o Vandecio Santana, que está fazendo o impossível porque sabe que sem mar, sem floresta, a gente não tem nenhuma chance. Nosso povo sabe que a luta pelo meio ambiente é urgente, é vital. E tá colocando a mão na massa porque já percebeu que não dá para esperar. É necessário menos bravata e mais solução, porque nosso povo precisa comer, precisa trabalhar. E é agora”.

Em um vídeo gravado junto com o movimento 342 Amazônia, Sonia Braga protestou.

“Nada é mais importante do que isso. O que estamos fazendo com o planeta vai nos cobrar caro em pouco tempo. E se todos que usufruímos das belas praias e locais paradisíacos do Nordeste estivéssemos postando essas fotos agora? Desse absurdo, dessa calamidade, desse crime contra a Natureza que parece comover tão pouco. Na “sociedade do espetáculo” sigo procurando formas de transformar em entretenimento o cuidar do planeta. Tomara que possamos mudar a tempo”, escreveu Mateus Solano, no Instagram.

Diante de uma das maiores tragédias ambientais que o Brasil enfrenta, em nenhum momento, o excelentíssimo Presidente da República visitou a região atingida pelo óleo. Nem sequer sobrevoou as praias contaminadas pelo petróleo. Mais do que isso, embarcou para uma viagem de duas semanas na Ásia. Completo descaso.

Leia também:
Ministério Público entra com ação contra governo exigindo acionamento de plano de contingência por vazamento de óleo
Golfinho é encontrado morto com manchas de óleo em praia de Alagoas

Fotos: reprodução internet

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Nas redes sociais, artistas cobram ações do governo para conter manchas de óleo no litoral nordestino

  • 22 de outubro de 2019 em 3:30 PM
    Permalink

    Por favor, me avisem quando houver abaixo-assinado ou mobilização popular para expurgar esse “ministro” o qual demonstra claramente, o impeto de destruir o meio ambiente. Obrigada.

    Resposta

Deixe uma resposta