Multinacionais lançam projeto piloto com embalagens duráveis e entrega em casa para combater lixo plástico

Governo de SP acaba com ICMS de frutas, verduras e hortaliças… vendidos em embalagens plásticas

Talvez algumas pessoas lembrem dos tempos de infância. Já os mais jovens, talvez só tenham lido ou visto fotos a respeito. Mas no passado, na época de nossos avós e bisavós, o leite era entregue, em garrafa de vidro, e frutas, verduras e legumes, em cestos de vime. Tudo na porta de casa.

Com o passar das décadas, esses hábitos foram deixados de lado e adotamos o uso de embalagens mais “modernas”, leves e práticas: as plásticas. Entretanto, o que a humanidade acabou se dando conta é que, apesar do plástico ser reciclável, não damos conta de coletar e reciclar o volume monstruoso de resíduos que produzimos com esse material.

Descartado no meio ambiente, ele leva mais de 400 anos para se decompor em pequeníssimas partículas, que continuam, mesmo assim, minúsculas, provocando um enorme impacto na natureza e sobretudo, na vida marinha.

Como reduzir esse problema? Uma das possíveis soluções é justamente, dar alguns passos pra trás e voltar aos antigos hábitos do passado.

Multinacionais do setor de alimentos e de higiene e limpeza vão começar um projeto piloto, com esse conceito, agora em 2019. Desenvolvido em parceria com a organização não-governamental americana TerraCycle, que trabalha com soluções de reciclagem, ele foi batizado de Loop.

A ideia é a mesma da garrafa de leite de nossos avós. Mas com uma gama muito maior de produtos. As compras poderão ser feitas online ou em estabelecimentos parceiros do projeto.

Depois que o consumidor usar o desodorante, o sabonete líquido, a maionese ou tomar o sorvete, ele devolverá as embalagens que serão recolhidas em sua casa. As empresas fabricantes vão higienizá-las e usá-las novamente. O valor dos produtos deverá ser praticamente o mesmo pago atualmente, o único custa extra será um depósito pelas embalagens.

Na prática, é o que chamamos hoje de economia circular, que prevê que a nossa produção de bens esteja baseada a na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Ou seja, no conceito de lixo zero!

Até o momento, já são 25 companhias globais participantes do Loop, entre elas, gigantes como The Body Shop, Procter & Gamble, PepsiCo, Unilever, Danone, People Against Dirty, Nature’s Path, dentre outras. A rede francesa de supermercados Carrefour também aderiu ao projeto.

Algumas das marcas que fazem parte do projeto Loop

Muitas delas tiveram que investir em design para desenvolver novas embalagens para que, produtos que usamos diariamente, possam fazer parte do Loop. A primeira fase do projeto piloto será realizada em algumas cidades da França e dos Estados, já nos próximos meses. A previsão é que outros países sejam incluídos ainda em 2019 e no ano que vem.

Embalagem reutilizável de sabão em pó

“Esta é uma resposta ao desafio global de gerenciar resíduos e uma oportunidade de melhorar a experiência dos consumidores, criando uma nova maneira de consumir com mais responsabilidade”, afirma Tom Szaky, CEO da TerraCycle. “Através do Loop, os consumidores poderão consumir produtos em embalagens especialmente projetadas, duráveis, reutilizáveis ou totalmente recicláveis, feitas de materiais como vidro e metal”.

A expectativa agora é ver qual será a resposta e o engajamento dos consumidores ao Loop nos mercados testes. Outro ponto a ser levado em conta é, qual será o impacto dos caminhões de entrega no trânsito das cidades e na emissão de gases poluentes.

Mas vamos esperar e torcer para que dê certo! Qualquer iniciativa que reduza o consumo e a utilização de plástico é sempre bem-vinda!


Lembra a lata de biscoito da casa da vovó? Pois ela está de volta!

Sacola que será utilizada para fazer entregas e coletas dos produtos


Leia também:

Mercado em Berlim vende produtos como no tempo dos nossos avós
Supermercado holandês é o primeiro no mundo a ter corredor “livre de plástico”
França colocará taxa sobre embalagens fabricadas com plástico não-reciclado em 2019
França proíbe venda de copos, pratos e talheres de plástico
Governo de SP acaba com ICMS de frutas, verduras e hortaliças… vendidos em embalagens plásticas 

Fotos: divulgação Loop

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

2 comentários em “Multinacionais lançam projeto piloto com embalagens duráveis e entrega em casa para combater lixo plástico

  • 9 de fevereiro de 2019 em 7:37 PM
    Permalink

    Excelente idéia, mas ainda acho q poderia simplificar mais, qdo o própria loja q vendeu o produto, aceitasse o vasilhame na compra de outro, como no caso das garrafas pets retornáveis.

    Resposta
    • 10 de fevereiro de 2019 em 5:02 PM
      Permalink

      Sim, Angela! Concordo! Mas já é um grande passo. Vamos ver se funciona.
      Abraço,
      Suzana

      Resposta

Deixe uma resposta