Motoristas de Las Vegas podem pagar multa de trânsito com doação de material escolar

Motoristas de Las Vegas podem pagar valor da multa de trânsito com doação de material escolar

Não tem jeito. Quando se comete uma infração no trânsito, é preciso pagar pelo erro cometido. Mas na cidade de Las Vegas, no estado de Nevada, nos Estados Unidos, a dor da multa pode se transformar em boa ação.

Por unanimidade, o conselho municipal aprovou que as penalidades referentes a estacionamento irregular podem ser pagas com doação de material escolar.

Durante o período de um mês (entre 19 de junho e 19 de julho), os motoristas poderão entregar cadernos, livros, lápis, canetas e outros materiais, no mesmo (ou maior) valor da multa.

O material escolar será encaminhado para uma organização que trabalha junto às escolas públicas de Las Vegas.

Os motoristas terão um mês, a partir da emissão da multa, para fazer a doação.

Desde 2016, a cidade tem implementado o pagamento de multas alternativas aos motoristas.

Boas ações e criatividade

Recentemente mostramos aqui, no Conexão Planeta, outra iniciativa inovadora na área da educação. Em uma escola na Índia, alunos trocam lixo por mensalidade.

Toda semana, estudantes fazem fila para entregar as sacolas de plástico cheias de lixo: são garrafas, embalagens, canudos… Ao levar 25 resíduos, semanalmente, para o colégio, as crianças não precisam pagar a mensalidade.

A estratégia é usada para reduzir a evasão escolar e manter os alunos, que vivem em uma região muito pobre do país, por mais tempo na sala de aula.

No Rio de Janeiro, também acontece outra iniciativa linda. A carioca Nívia Régis di Maio transforma material escolar usado em novos kits para estudantes carentes. A engenheira dedica seu tempo livre para garantir que crianças tenham material para poder escrever e aprender.

*Com informações do City Council de Las Vegas

Leia também:
Livraria troca garrafas plásticas e latinhas de alumínio por livros infantis
Pessoas generosas são mais felizes, comprova estudo científico

Foto: domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta