Moda sustentável chega às passarelas da alta costura

Moda sustentável chega às passarelas da alta costura

O que acontece com sobras de tecidos ou roupas velhas que não servem para doação? Atualmente uma quantidade assustadora deles são simplesmente jogados no lixo ou incinerados. Um desperdício completo! Enquanto outros tipos de materiais são reciclados diariamente, como vidro, plástico e papel, a matéria-prima do mundo da moda ainda tem como principal destino aterros sanitários. Estima-se que, somente nos Estados Unidos, 14 milhões de toneladas de roupas sejam descartadas por ano.

Mas algumas atrizes de Hollywood estão tomando uma posição ativa contra este desperdício e levantado a bandeira sobre a importância da reciclagem de materiais têxteis pelas grandes marcas de moda. Um destas estrelas é a atriz americana Anne Hathaway. Recentemente ela apareceu em um lançamento com um vestido Armani de uma coleção de 2006. Já na semana passada, Anne postou um GIF em sua página no Facebook, em que ela aparece dançando e celebrando a compra de uma saia de segunda mão de Stella McCartney e uma bolsa da década de 70.

Enquanto isso, a atriz inglesa Emma Watson está usando sua conta do Instagram para promover a moda sustentável. Em cada uma de suas fotos, ela descreve como vestidos e acessórios foram fabricados. Seus figurinos no filme “A Bela e a Fera” também foram desenvolvidos com tecidos reciclados, uma exigência pessoal de Emma, que é ativista feminista e embaixadora da ONU pelas Mulheres.

O vestido amarelo Dior, na foto abaixo, usado na premiere em Nova York, por exemplo, é confeccionado totalmente com algodão orgânico. Já a peça deslumbrante que abre este post, é do estilista libanês Elie Saab, produzida inteiramente com sobras de tecidos.

Em setembro deste ano, em Milão, será realizado o primeiro Green Carpet Fashion Awards. O evento, que acontecerá no famoso Teatro Scalla, durante a semana da moda italiana, contará com desfiles de marcas como Fendi, Giorgio Armani, Gucci, Prada e Valentino, além de premiação para jovens talentos. Todos apresentarão modelos sustentáveis, com tecidos recicláveis, utilização de upcycling e tecnologias inovadoras, que não tenham impacto no meio ambiente.

O Green Carpet Fashion Awards é uma parceria com a iniciativa Eco-Age, uma consultoria de moda, que atesta a produção feita a partir de princípios que respeitem o trabalho justo e os recursos naturais do planeta.

No ano passado, Emma Watson apareceu numa noite de gala, em Nova York, com um vestido da Calvin Klein (na imagem abaixo), que tinha o corpo elaborado com fios feitos de garrafas plásticas. Ao seu lado, a também atriz Margot Robbie usou vestido branco, de seda orgânica, com zíper de material reciclado.

Leia também:
Vídeo mostra reação (surpreendente) de crianças aos anúncios do mundo da moda
Recicla, revende e repara: um exemplo no mundo da moda
Couro produzido a partir de chá fermentado pode revolucionar o mundo da moda

Fotos: reprodução Instagram Emma Watson e divulgação Eco-Age

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta