#MexeuComUmaMexeuComTodas reúne artistas e internautas contra assédio sexual

#MexeuComUmaMexeuComTodas

Artistas, celebridades e internautas usaram as redes sociais ontem (04/04) para apoiar a figurinista da Rede Globo, Susllem Meneguzzi Tonani, que denunciou publicamente, em carta aberta no jornal Folhad de São Paulo, o ator José Mayer de a ter constrangido e assediado sexualmente nos últimos meses, como mostramos aqui, neste outro post.

Usando a hashtag #MeuComUmaMexeuComTodas, atrizes, produtoras e diretoras da Globo postaram fotos vestindo camisetas com as frases. Além do apoio à Susllen, a mobilização, que aconteceu também nos estúdios da emissora, no Rio de Janeiro, pede o fim – de uma vez por todas – do assédio sexual.

Ontem a Globo anunciou, em comunicado oficial, que decidiu suspender José Mayer de qualquer produção da empresa por tempo indeterminado. O ator também escreveu uma carta em que pede desculpas. “Eu errei. Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava. A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora. Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço”.

Mayer afirma ainda que “é fruto de uma geração, que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas”.

Infelizmente, a desculpa acima não é válida. Há milhares de outros homens no mundo, da mesma geração do ator, que entendem que toda mulher merece respeito e tratamento digno.

A atriz Camila Pitanga, que é embaixadora da ONU na campanha #ElesPorElas, que luta pela igualdade de gêneros, postou uma foto da mobilização na sede da Globo e escreveu o seguinte texto:

“Emocionada. Emocionada pela construção de um novo normal, de um novo tipo de postura que busca transformar a sociedade para um berço mais caloroso para todas e todos.

Um movimento de mulheres, de todos os departamentos dentro da Rede Globo de televisão, unidas pela mudança da normalidade. Para dizer não ao que por tanto tempo foi neutralizado por medo.

Nós, atrizes e diretoras, que temos voz, nos tornamos realmente fortes quando nos vimos unidas com todas as mulheres da empresa.

Nos posicionamos em torno da ideia de sororidade.

De que #MexeuComUmaMexeuComTodas. De que, em algum momento, não vai mais importar onde você está na escala de poder hierárquico. Você, mulher, será abraçada por todas nós. Porque é só assim que a gente fica forte.

Eu, Camila, hoje, me senti empoderada pela força de cada uma de vocês. Sou muito grata por poder fazer parte desse passo. Que ele se estenda por todo lugar. Que vocês mulheres que nos viram em luta, sintam-se fortes para reagir sempre. Juntas, unidas.

Não contra alguém em especial, mas pelo bem estar de todos”.

#MexeuComUmaMexeuComTodas. E vale lembrar: assédio sexual é crime, com pena prevista de um a dois anos de prisão. Denuncie!!!!

Mobilização de funcionárias da Rede Globo contra o assédio sexual

Fotos: reprodução internet

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta