Mercado de ilusões

no-mercado-ver-o-peso-5-abre
Um dos lugares mais fascinantes em que já estive é Belém do Pará, mais precisamente no Mercado Ver-o-Peso. Sempre que chego por lá, o primeiro pensamento que vem é a Feira do Açaí, às 5h da manhã, vendo o dia nascer às margens do Rio Guamá na Baía do Guajará.

Jambu, mandioca, farinha, tapioca, banana de todo tipo e tamanho, castanha, caju, tucupi, garrafadas com remédio forte pra não deixar a coisa cair. Ali se encontra de tudo, até mesmo o Açaí que dá nome à feira da madrugada. Mas, se você olhar bem, vai encontrar outras preciosidades como água de cheiro para tirar mal olhado, atrair mulher, homem, raízes com poderes milagrosos, lagartos para amansar marido, até o sexo do boto é colocado em pequenos vidrinhos dizendo que, mesmo feio, com ele você encontra o amor.

O Ver-O-Peso é mais que uma receita para casamento, é uma imensidão folclórica de curiosidades.

Matamata, pirarucu, tucunaré, piraíba, piau, pacu, piranha, dourado, pintado, surubim… é tanto nome de peixe que não acaba mais.

Localizado na Baía do Guajará, próximo a foz dos Rio Guamá e Acará. Antes denominada Paraná-Guaçu (do Tupi, rio largo com muitas ilhas) pelos Tupinambás que habitaram a região, a Baía do Guajará foi a porta de entrada dos portugueses que queriam ocupar o Grão-Pará.

As terras pertenciam à Espanha, segundo o Tratado de Tordesilhas assinado em 1494, mas, naquele momento, os territórios foram unificados pela União Ibérica.

Palco de muitas histórias como a Cabanagem (1835-1840), a Casa de Haver o Peso funcionou até meados de 1839. Em outubro deste mesmo ano, a repartição foi extinta e a Casa arrendada e destinada à venda de peixe fresco. No final do século XIX, o Igarapé do Pirí foi aterrado e, na sua foz, construída a doca do Ver-o-Peso. Segue, aqui, para vocês um ensaio de cores e sabores desse lugar.

no-mercado-ver-o-peso-14
no-mercado-ver-o-peso-1

no-mercado-ver-o-peso-15

no-mercado-ver-o-peso-6

no-mercado-ver-o-peso-4-abre

no-mercado-ver-o-peso-7

no-mercado-ver-o-peso-13

no-mercado-ver-o-peso-12

no-mercado-ver-o-peso-11

no-mercado-ver-o-peso-8

no-mercado-ver-o-peso-9

Assunto: Cidade de Belem do Grão Pará - PA Local:Feira do Mercado Ver-o-peso. Data: Outubro de 2011 Autor: Renato Soares
no-mercado-ver-o-peso-10

Renato Soares

Fotógrafo e documentarista especializado no registro de povos indígenas, bem como da arte, cultura e biodiversidade do país. Mineiro, desde 1986 realiza viagens para retratar formas de expressão cultural dos grupos étnicos brasileiros. Colaborador do blog Por Trás das Câmeras, Renato descreve o que chama de "Diário de Campo". É autor ainda do blog Ameríndios do Brasil, mesmo nome do seu projeto de fotografia com os índios

Deixe uma resposta