Mercado de energia solar bate recorde de crescimento nos Estados Unidos

mercado de energia solar nos Estados Unidos bate recorde de crescimento
É a força do sol! Pela primeira vez na história dos Estados Unidos, mais energia solar foi instalada na matriz energética do que todos os outros tipos de fontes juntas. Os números apontados por um levantamento realizado pela GTM Research and the Solar Energy Industries Association revelam que somente no primeiro trimestre de 2016, a energia solar representou 64% da nova capacidade instalada de geração de eletricidade no país (cabe ressaltar que a energia eólica, outra fonte limpa e sustentável, também aparece com uma considerável fatia de mercado: 33%).

E o crescimento não deve parar por aí. A indústria está bastante otimista e prevê a instalação de 14,5 gigawatts de energia solar em 2016 nos Estados Unidos, um aumento de 94% sobre os 7,5 gigawatts do ano anterior, que já tinham sido um recorde. Espera-se com isso, a abertura de 30 mil novos postos de trabalho no setor, quase 15% a mais do que em 2015.

Ao olhar o gráfico abaixo, é possível visualizar o formidável desempenho do setor ao longo dos últimos anos. Em 2010, a adição de energia solar ao sistema elétrico americano foi de apenas 4%. Três anos mais tarde, esta porcentagem pulou para 27% e o grande salto aconteceu realmente no início deste ano. Na contramão, o carvãoextremamente poluente – mostra índices cada vez menores na nova capacidade instalada de geração de eletricidade nos Estados Unidos. Há seis anos, ele era a principal fonte por lá e agora aparece com menos de 1%.

mercado-energia-solar-crescimento-recorde-estados-unidos-grafico-800

De acordo com a associação da indústria de energia solar americana, há mais de um milhão de painéis solares em operação no país. “Enquanto levamos 40 anos para alcançar este número, nossa expectativa agora é que cheguemos a 2 milhões de painéis nos próximos dois anos”, afirmou Tom Kimbis, presidente da entidade.

Especialistas apontam que o boom do mercado solar se deve a dois fatores. O primeiro deles é a redução dos custos de instalação e dos próprios painéis fotovoltaicos. Os Estados Unidos são atualmente o quinto maior fabricante de painéis do mundo (China, Singapura, Taiwan e Malásia estão nas primeiras posições).

O segundo empurrão para o boom solar vem de incentivos governamentais. Proprietários de empresas e residências podem deduzir 30% dos gastos com compra e instalação de painéis solares de seus impostos.

Conta ainda que o presidente Barack Obama é um árduo defensor das energias limpas e da luta contra o aquecimento global. Seu chamado “Plano de Energia Limpa” prevê o fechamento de centenas de usinas de carvão.

Califórnia, Massachusetts e Nevada são os estados onde a economia solar está em maior ebulição. Mas será em Buffalo, Nova York, que a maior fábrica de painéis solares dos Estados Unidos será inaugurada logo mais, no final do ano, pela empresa SolarCity.  Nela devem trabalhar cerca de 1.500 funcionários.

Sol abundante, consumidores felizes, energia limpa e economia sustentável. O futuro é agora!

mercado-energia-solar-crescimento-recorde-estados-unidos-grafico-2-800

Leia também:
O domingo em que 95% da energia da Alemanha veio de fontes renováveis
A era do carvão chegou ao fim
Dinamarca bate novo recorde mundial: 42% da energia produzida no país é eólica
Mercado brasileiro de energia solar espera crescimento de 300% em 2016
Como o Uruguai conseguiu ter 95% de sua eletricidade gerada por fontes renováveis?

Foto: Greens MPs/Creative Commons/Flickr (abertura) e gráficos GTM Research and the Solar Energy Industries Association

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Mercado de energia solar bate recorde de crescimento nos Estados Unidos

Deixe uma resposta