Menina de 10 anos quer ampliar biblioteca com mais de 4 mil livros que mantém em casa

kaciane-biblioteca-casa-800x445

Kaciane Caroline já leu mais de 500 livros e, por isso, ganhou apelido carinhoso dos colegas na escola: a menina que devora livros. Hoje, por conta de doações – sua paixão pela leitura é muito popular no bairro de Lealdade, em São José do Rio Preto/SP, onde mora -, reúne mais de quatro mil títulos em uma biblioteca circulante que mantém nos fundos da casa em que vive com a família. O espaço foi construído, em janeiro deste ano, com a ajuda do dono de um colégio – comovido com sua história – e decorado por um programa de TV.

Seu sonho de incentivar a leitura entre crianças, jovens, adultos e idosos – como ela mesma faz questão de enfatizar – foi rapidamente atendido. Mas, em poucos meses, o novo espaço ficou pequeno.

Agora, com o apoio da empresa Espaço Conhecimento e Cultura (ECC), ela quer transferir todo seu acervo para um espaço maior, ampliando o atendimento aos moradores da cidade. A ECC se comprometeu a orientá-la sobre serviços e em sua capacitação para melhor gerir a biblioteca, mas ainda faltam equipamentos (computadores, impressora), materiais e ajuda especializada para catalogar e organizar os livros, além de dinheiro para pagar impostos, taxas e encargos.

Por isso, a empresa inscreveu o sonho de Kaciane na plataforma de financiamento coletivo Kickante, que tem campanhas flexíveis (ou seja, mesmo que a meta não seja alcançada, ela receberá o que for arrecadado). Nesse projeto ainda está incluída uma viagem – chamada de expedição Os Caminhos da Biblioteca -, que levará a menina para São Paulo, no dia 3/11, para conhecer duas bibliotecas, seus acervos e atividades: a Monteiro Lobato (10h) e a Sergio Milliet (15h) do Centro Cultural São Paulo. Nesta última, ela conversará com o público às 17h.

Como toda ação de crowdfunding, de acordo com o valor da doação, o participante recebe uma recompensa. Neste caso, ela vai desde a menção no Facebook até um certificado emoldurado “Amigo da Biblioteca” assinado por Kaciane, além da divulgação da foto do doador no blog ECC e no Facebook da menina.

Hoje, faltam 53 dias para a campanha acabar. Até agora, o projeto conseguiu arrecadar 3% da meta de R$ 23.518,63, ou seja, R$ 925.

Que tal contribuir com a iniciativa de Kaciane para que ela crie uma biblioteca mais bem estruturada em sua cidade?

Incentivar a leitura é uma das ações que podem ajudar a promover a 4ª. meta global da ONU (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável): educação de qualidade. E também é um grande incentivo para que a 10ª. meta – redução das desigualdades – seja cumprida, já que a leitura traz conhecimento, que promove a inclusão e garante igualdade de oportunidades.

Que tal? Motivos para apoiar o projeto da menina de 10 anos que adora ‘devorar’ livros, não faltam. E quem não pode contribuir com dinheiro, pode ajudar a espalhar essa ideia.

Foto: Divulgação

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

4 comentários em “Menina de 10 anos quer ampliar biblioteca com mais de 4 mil livros que mantém em casa

Deixe uma resposta