Meias do Bem: ajude a aquecer o inverno de pessoas carentes

Meias do Bem: ajude a aquecer o inverno de pessoas carentes

Sabe aquela meia que está sem par? Ou aquela em que apareceu um furo no dedão? Pois bem, elas podem tornar mais quentinho o inverno de milhares de brasileiros. Basta você doá-las para a campanha Meias do Bem, da marca Puket.

A empresa recicla as meias e fabrica cobertores, que são encaminhados para mais de 150 instituições de caridade em todo o país. Através da iniciativa, que já é realizada há quatro anos, as meias de algodão doadas são trituradas, desfiadas e depois, compactadas.  Depois disso, transformadas em cobertores. São necessários 40 pares de meia para fazer um cobertor! E junto com ele, a marca doa uma meia novinha.

Você pode doar meias de qualquer marca e em qualquer estado. Furada, rasgada, sem par… Só não vale meia-calça e meia social. Veja aqui a lista com os endereços das lojas na sua cidade. E sabe o que é legal? Dá para doar durante o ano todo, não somente no inverno.

Até hoje, já foram doados mais de 15 mil cobertores e 15 mil pares novinhos de meia. Isso significa que nos últimos anos, a marca reciclou nada menos do que 15 mil toneladas de resíduos têxteis.

Estima-se que, a cada segundo, o equivalente a um caminhão de lixo cheio de sobras de tecido é queimado ou descartado em aterros sanitários no mundo. Ou 500 bilhões de dólares são jogados fora, por ano, com roupas que mal foram usadas ou quase nunca recicladas.

Por isso, iniciativas como a da Puket são tão bacanas e devem servir de exemplo para outras empresas do mercado da moda: atitudes como estas tornam o negócio mais sustentável e provam seu comprometimento social e ambiental com a sociedade!

Leia também:
A moda brasileira feita com lonas de barcos e redes de pesca retiradas do fundo do mar
Tecido biodegradável pode virar adubo para a horta… e menu gourmet!  
Sacolas plásticas transformam-se em tecido pelas mãos de designers egípcias
Novo tecido elástico garante que criança use mesma roupa dos 4 meses até os 3 anos

Imagem: divulgação Meias do Bem 

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta