McDonalds vai substituir canudo plástico por de papel no Reino Unido e Irlanda

McDonalds vai substituir canudo plástico por de papel no Reino Unido e Irlanda

Pressionada pelo movimento mundial que visa banir resíduos plásticos dos oceanos e pela nova legislação que entrará em vigor na Inglaterra no ano que vem, banindo cotonetes e canudinhos, a cadeia de fast food McDonalds anunciou que irá substituir canudos plásticos por aqueles feitos com papel nas mais de 1.300 lojas da rede no Reino Unido e na Irlanda a partir de setembro.

O anúncio foi feito nas redes sociais e revelou que havia também uma forte mobilização dos consumidores, exigindo a mudança. A decisão foi elogiada pelo ministro do Meio Ambiente, Michael Gove, que a classificou como uma “contribuição significativa”. O político é um dos principais responsáveis pela guerra ao plástico que vem sendo travada pelo governo britânico.

Em janeiro deste ano, como noticiamos aqui, a primeira-ministra britânica Theresa May revelou um plano para reduzir o uso de plástico e a poluição em rios e oceanos. A meta é banir completamente a utilização desnecessária deste material nos próximos 25 anos. Segundo ela, o objetivo é tornar o Reino Unido em um dos líderes globais na luta contra o plástico.

Já em abril, foi aberta uma consulta pública para que a população decida sobre a proibição da venda de cotonetes, canudos e plásticos de um só, como colheres de café, talheres e embalagens.

“É somente através da ação conjunta de governos, empresas e sociedade que conseguiremos proteger o meio ambiente para as futuras gerações”, disse Gove, na época, em entrevista ao jornal The Guardian.

A rede McDonalds utiliza 1,8 milhão de canudos por dia só no Reino Unido (imagine então no mundo todo!). Segundo a assessoria de imprensa, começarão a ser feitos testes também com os canudinhos de papel em lojas da França, Estados Unidos e Noruega.

O canudo virou uma praga ambiental. Só nos Estados Unidos, são usados 500 milhões deles por dia e no Reino Unido, mais 100 milhões. E assim como outros resíduos, eles acabam no mar, engolidos por animais, que morrem sufocados.

Feito geralmente de poliestireno ou polipropileno, o canudinho pode ser reciclado, mas como é muito pequeno e leve, assim como tampas de garrafa, frequentemente é jogado no lixo. Sua vida útil é estimada em 4 minutos. Isso mesmo, 4 minutos! E ele leva aproximadamente 400 anos para se decompor na natureza.

Agora é hora dos brasileiros pressionaram pela mesma mudança! Não só no McDonalds, mas em todas as cadeias que utilizam canudos plásticos.

Leia também:
Pare de chupar e salve os oceanos!
Canudo comestível e biodegradável é alternativa ao plástico
Baleia cachalote encontrada morta na Espanha tinha 29 kg de plástico no estômago
Mancha de lixo do Pacífico é 16 vezes maior do que se supunha
União Europeia contra o plástico
Criaturas dos abismos mais profundos dos oceanos têm plástico no estômago

Vídeo da Nasa revela ilhas de lixo no planeta

Foto: reprodução Facebook McDonalds 

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta