Marca carioca lança coleção com bichos brasileiros em parceria com ONGs de proteção animal

Marca carioca Farm lança coleção com bichos brasileiros em parceria com ONGs de proteção animal

Ela é uma das nossas maiores riquezas: a exuberante fauna das matas de nosso país. Mas infelizmente, sofre ameaças constantes. Por isso, os bichos brasileiros foram escolhidos para estampar as peças da nova coleção da marca de roupas carioca Farm.

Em parceria com o Instituto Vida Livre e o Instituto Ecológico Aqualung, a coleção ‘É o bicho!’ ressalta a importância da preservação da biodiversidade do Brasil.

É um alerta para a conservação das espécies e do meio ambiente, em padronagens como o bosque tropical, camuflado, tucaníssimo em matérias-primas como o linho, nylon, malha e jacquard e recortes de animais em jeans bordados”, revela o comunicado de divulgação da campanha.

Na coleção, cada peça desenvolvida em conjunto com o Instituto Vida Livre, que traz bichos como tucano, arara e lobo-guará na estamparia, terá parte da venda revertida para a entidade. A organização cria e desenvolve projetos de reabilitação e conservação de fauna silvestre.

Marca carioca lança coleção com bichos brasileiros em parceria com ONGs de proteção animal

Camisa com estampa de tucano

Já na parceria com a Aqualung, a Farm apoia as ações de limpeza nas praias no Rio de Janeiro. O instituto atua nas áreas de preservação e educação ambiental e também financia o trabalho de outras organizações do setor.

“Poder contribuir, de alguma forma, para o trabalho de recuperação e restauração da vida animal que esses parceiros desenvolvem é muito significante!”, diz Kátia Barros, diretora criativa da Farm.

Marca carioca lança coleção com bichos brasileiros em parceria com ONGs de proteção animal

Visual coloridíssimo e engajado

Por último, em colaboração com a Insect Shoes, marca vegana e ecológica de sapatos, a Farm lançou a Argia, sandália feita com estampas recicladas de coleções antigas. Para a produção do sapato, foram reutilizados 164 m2 de tecido.

Sandália vegana, feita com sobras de tecidos

Para fazer a decoração das lojas e ambientar a coleção ‘É o bicho!’, a marca usou o trabalho de comunidades tradicionais que cultivam e valorizam o artesanato brasileiro: a Ilha do Ferro e a Associação de Mulheres Artesãs de Várzea Queimada.

A primeira é um centro de produção de arte popular às margens do rio São Francisco, que criou esculturas de madeira em forma de animais silvestres, espalhadas pela loja. A outra, localizada em uma aldeia do Sertão Nordestino, confeccionou vasos em palha.

Marca carioca lança coleção com bichos brasileiros em parceria com ONGs de proteção animal

Cenografia nas lojas: máscara de onça-pintada e jacaré

Confira abaixo o vídeo de lançamento da coleção ‘É o bicho!’:

Leia também:
Alpargatas pintadas à mão por mulheres Kayapó ajudam na preservação da cultura indígena

Inspirada no grafismo indígena, artesã paulista mostra na prática o que é economia circular
Couro?! Não! Folhas.
A moda brasileira feita com lonas de barcos e redes de pesca retiradas do fundo do mar
Abacaxi se transforma em couro sustentável para roupas, calçados e móveis
Couro de pirarucu é para vestir, calçar ou usar a tiracolo e não para jogar fora

Fotos: reprodução Facebook Farm

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta