Manchas de óleo voltam a aparecer em Canoa Quebrada, no Ceará: já são mais de 400 praias atingidas em todo Nordeste

Manchas de óleo voltam a aparecer em Canoa Quebrada, no Ceará: já são mais de 350 praias atingidas em todo Nordeste

*Atualizado em 08/11/2019

Aos poucos parece que a tragédia está chegando ao fim. Mas o impacto ambiental poderá durar muitos e muitos anos, alertam especialistas. As manchas de óleo que começaram a aparecer nas praias do litoral nordestino, no início do mês de setembro, já diminuiriam bastante em frequência e volume, mas ainda causam contaminação e transtornos.

Na quarta-feira (06/11), pela segunda vez, moradores de Canoa Quebrada, no município de Iracati, no Ceará, se depararam pela manhã, com pequenas manchas de petróleo cru na areia. Esta é a segunda vez que a substância aparece lá. A primeira havia sido há pouco mais de dez dias.

Segundo a Superintendência das Praias de Aracati, apenas em um dia, foram coletados 100 kg de piche, que chega fragmentado na praia, o que dificulta sua retirada da areia.

Canoa Quebrada é um dos destinos mais visitados do litoral cearense. Em outra praia, também bastante procurada por turistas, Cumbuco, mais próxima da capital, Fortaleza, também foram encontradas manchas de óleo ontem. Houve relatos da presença do petróleo ainda em Caucaia e Marjolândia.

Em Cumbuco, junto com o óleo, foi achada uma tartaruga-marinha morta, intoxicada pela substância.

De acordo com o levantamento mais recente divulgado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), em 08/11, chega a 95 o número de animais mortos pela contaminação do óleo – a maioria são tartarugas, mas também há muitas aves. Outros 32 bichos foram resgatados sujos com petróleo e encaminhados para locais especializados em tratamento e reabilitação.

Ainda segundo o Ibama, já são 427 localidades (praias) atingidas, em 105 municípios, dos nove estados do litoral nordestino.

Em nota oficial, publicada na sexta-feira, a Marinha confirmou a chegada de fragmentos de óleo ao litoral do Espírito Santo, nas praias de Guriri, Urussuquara e Barra Nova, no município de São Mateus, ao norte do estado.

Manchas de óleo voltam a aparecer em Canoa Quebrada, no Ceará: já são mais de 350 praias atingidas em todo Nordeste

*Com informações do G1 Ceará

—————————————————————————-

*Texto alterado para atualizar o número de localidades (praias) atingidas pelo óleo

Leia também:
Tartarugas marinhas resgatadas sujas com óleo voltam, finalmente, ao mar
Óleo contamina recifes da Costa dos Corais, em Alagoas, uma das maiores barreiras do mundo
Mais de 300 praias já foram afetadas pelo óleo: visitação em Abrolhos é suspensa
Óleo é encontrado nos aparelhos digestivos e respiratórios de peixes e crustáceos da Bahia
Mancha de óleo chega à região de Abrolhos, maior banco de biodiversidade marinha do Atlântico Sul

Foto: reprodução internet

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta