Mallorca e Ibiza serão abastecidas com 100% de energia renovável até 2050

Mallorca e Ibiza serão abastecidas com 100% de energia renovável até 2050

O governo das Ilhas Baleares, na Espanha, lançou um “manifesto verde”, plano estratégicio em prol da sustentabilidade.

Localizadas no Mar Mediterrâneo, as ilhas de Mallorca, Menorca, Ibiza e Fomentera são um paraíso para turistas do mundo inteiro. Com águas cristalinas e natureza abundante, elas pretendem ser conhecidas também como exemplos de tecnologia limpa e renovável.

A nova lei climática apresentada pelo governo balear prevê que, até 2050, toda a demanda de eletricidade das ilhas será suprida por fontes renováveis (solar, eólica, hidrelétrica ou biomassa). Isso será feito de maneira gradual: 10% até 2020, 35% até 2030 e 100% em 2050.

Além disso, a nova legislação determina ainda que, até 2025, painéis solares sejam instalados em telhados com mais de 1.000 m2 de superfície (estacionamentos, hospitais, supermercados e estádios de esportes); a venda de carros a diesel seja encerrada e toda a iluminação das ruas e estradas seja substituída por LED. E ainda, que até 2035, toda a frota dos carros de aluguel seja elétrica. Usinas de carvão também serão fechadas até lá.

O objetivo principal do governo das Ilhas Baleares é acabar com a emissão de gases de efeito estufa, que provocam o aquecimento global, até 2050.

“Com esta lei, queremos tornar o que é frequentemente o nosso maior desafio – a nossa natureza como ilhas – numa oportunidade. Passar para 100% de energia e mobilidade limpas deve ser mais fácil aqui do que no continente, por isso é nossa responsabilidade começar a trabalhar para alavancar o avanço”, destacou Joan Groizard, diretora de energia no governo das Ilhas Baleares.  “Esperamos que esta lei nos ajude a sermos reconhecido como um destino com baixas emissões de carbono, onde os turistas possam não só desfrutar de suas férias, mas também aprender algo que pode ser aplicado às suas próprias transições de energia”, acrescentou.

“Parece tão óbvio que um lugar tão abundante em luz do sol deva aproveitar seus recursos e aproveitar os benefícios de um ar mais limpo, mais emprego local e emissões reduzidas, especialmente agora que a energia solar é tão competitiva e muitas vezes mais barata do que os combustíveis fósseis. Graças a Deus, isso é exatamente o que o atual governo está tentando fazer “, comemorou Sarah Oppenheimer, Energy Campaigner da GOB Mallorca, uma ONG ambiental local.

A decisão das Ilhas Baleares em lançar um ambicioso plano climático colocou o governo espanhol em uma saia justa, já que até agora a Espanha ainda não anunciou o seu.

Leia também:
Costa Rica teve 98% da energia vinda de fontes renováveis em 2016
Energia solar é o setor que mais gerou empregos nos Estados Unidos
Até 2050, Orlando quer usar apenas energia 100% limpa

Foto: domínio público/pixabay

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta