Majestoso tubarão-branco é filmado nadando ao lado de mergulhador no Havaí


Majestoso tubarão-branco é filmado nadando ao lado de mergulhador no Havaí

Ele é o maior predador dos oceanos. Existe há mais de 400 milhões de anos e sobreviveu à era da extinção dos dinossauros, e ainda hoje, em raras ocasiões, pode ser visto mergulhando, com suas gigantescas dimensões, em águas costeiras de alguns pontos do planeta.

O tubarão-branco (Carcharodon Carcharias), chamado em inglês de great white shark, pode pesar mais de 2 toneladas e atingir até 7 metros de comprimento. Os filhotes nascem, em média, com 1,5 metro.

Nadador excepcional, ele tem 3 mil dentes, mas, surpreendentemente, não mastiga suas presas. As engole. Consegue sentir o cheiro de uma gota de sangue (uma só!), misturada em mais de 100 litros de água. O tubarão-branco é o único que tem a habilidade, assim como as baleias, de saltar com o corpo completamente para fora da água.

E esta semana, chegou nas redes sociais uma imagem impressionante de um mergulhador ao lado de um tubarão-branco. A cena rara foi registrada no Havaí, pelo fotógrafo marinho, Juan Oliphant.

A fêmea estava se alimentando de uma baleia da espécie cachalote, morta próximo da costa de Oahu. No inverno, os tubarões-brancos migram da Califórnia e do México para o arquipélago, justamente para encontrar comida.

Junto com a imagem e os vídeos, os mergulhadores escreveram a seguinte mensagem:

#Tubarão foi um filme fictício cujo tipo de pôster se parece com isso, então, esse é o meu esforço em uma peça de mídia do tipo Anti-Jaws @savingjawsmovie. Eu tenho nadado com tubarões toda a minha vida e trabalhado profissionalmente com eles há mais de 15 anos.

Em meus esforços, há um desafio para encontrar um equilíbrio entre ajudar as pessoas a superar o medo de tubarões, que muitas vezes se origina de mídia demonizadora fictícia, e incutir um nível saudável de respeito pelos tubarões como predadores muito capazes … Tendo trabalhado com tubarões por tanto tempo, sei do que são capazes, por isso, os respeito e deixo a água para lhes dar espaço quando necessário. No entanto, também tive os momentos mais incríveis da minha vida na água com eles, onde 99,9% do tempo eles nadam graciosamente…

Nunca complacente, sempre respeitoso, e adaptando-me a cada segundo e a cada movimento desses seres. Dedico minha vida à conservação e adoro, adoro educar as pessoas sobre tubarões… além de estudar seu comportamento e linguagem corporal. É um prazer absoluto compartilhar isso com as pessoas e ajudá-las a apreciar melhor os tubarões e espero inspirá-las a salvá-los.

Ameaças ao tubarão-branco

A equipe de mergulhadores que postou a foto no Instagram faz parte de um projeto de conservação de tubarões. Nas últimas duas décadas, 90% das espécies desse animal foram extintas. Na Lista Vermelha, da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), o tubarão-branco é considerado vulnerável, categoria que indica que a espécie tem chance de entrar em extinção na natureza.

Estimativas apontam que 100 milhões de tubarões são, ainda hoje, mortos por ano. Muitos deles por causa da sobrepesca e outros, para suprir a demanda de mercados asiáticos, que usam suas barbatanas em sopas.

Animal no topo da cadeia alimentar, o tubarão tem um papel vital em seu ecossistema.

A fêmea gigante flagrada no Havaí

*Com informações adicionais do WWF-International

Fotos: reprodução Instagram @oceanramsey/Juan Oliphant

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Majestoso tubarão-branco é filmado nadando ao lado de mergulhador no Havaí

  • 18 de janeiro de 2019 em 7:17 PM
    Permalink

    Fico me perguntado o que leva pessoas a extrapolarem os limites do bom senso e da prudência, quando desafiam a proteção do Anjo da Guarda, arriscando a própria vida para causar espanto nas pessoas, boquiabertas diante de tanta coragem. Coragem? A imagem da matéria não deixa dúvidas de que o mergulhador não teria a menor chance, caso o grandão de repente passasse a não gostar dele. Vai saber o que pensa um tubarão se a gente às vezes não sabe nem mesmo o que vai na cabeça dos filhos, quiçá do marido, muito menos da sogra. Vai saber se esse namoro de repente não vira sangue? Será que vale mesmo a pena, por tão pouco perder a vida mas deixar tudo gravado em vídeo, ficar sem uma perna ou um braço, ser engolido inteiro já que ele não mastiga as vítimas, se a imagem viralizar, a galera curtir adoidado e compartilhar de montão, o tubarão comendo a pessoinha sem noção? O que estará levando adultos a ser mais temerários do que as crianças, que a gente proibia de brincar com fogo e brigava com elas, quando atravessavam a rua sem olhar para os dois lados? Senão para salvar outra vida, nada justifica, seja por vaidade ou pretensa exibição de valentia, que se corra um risco inútil por tão pouco ou nada mesmo. Os que morreram à toa, claro, já se arrependeram de sua bobeira, mas agora é tarde. Poderiam estar vivos se não fossem “corajosos” mas que pena, não deu tempo de abraçar o amigo e beijar a namorada, porque morreram sem tempo de descobrir que estavam mortos na barriga do tubarão, na boca do leão ou sepultados no Everest. Estariam vivos se tivessem medo e melhor fossem covardes embalando seu bebê, brincando com seu cão ou tocando violino; melhor fossem covardes.

    Resposta

Deixe uma resposta