Livre estar

livre-estar--

Enfim, pausa! Pra pensar, pra respirar, pra passear, pra conhecer gente, pra somar experiências, pra estudar, pra observar, pra aprender, pra viver.

No último dia de aula na escola onde dou aula, escutei de uma educadora que a música mais apropriada para o momento era “Livre estou”, do filme Frozen. Arregalei os olhos. Essa, com certeza, não era minha música em nenhum momento.

Este ano me trouxe muitas experiências inesquecíveis, colocou pessoas maravilhosas no meu caminho e também me deu muito trabalho. É um trabalho que fiz – e faço –  baseada naquilo que acredito com muito amor e muita liberdade. E é ai que está a diferença. Só se sente livre neste momento de fim de ano e de férias, quem durante o ano esteve preso.

2015 foi um ano cheio de crescimento e aprendizados. E a quantidade de encantamento que isso me gerou, não faz me sentir “livre“. Penso que a palavra que mais descreve esta sensação é awe.

Fiz um estudo sobre essa palavra na minha monografia sobre criança e natureza. A palavra de língua inglesa tem uma pronúncia que soa como “oh!” e seu significado é respeito gerado pelo maravilhamento.

É exatamente assim que eu me sinto! Tanto me encantei, tanto me maravilhei que tenho um respeito ENORME por tudo isso.

Desejamos – eu e Rita Mendonça, com quem divido este blog – que no próximo ano vocês tenham muita liberdade para experimentar, sentir, se encantar e viver cada dia de um jeito único e que, no seu final, possam sentir esse Awe dentro de vocês.

Estejam livres o ano inteiro!

Foto: Renata Stort

É pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica. Participa de diversas formações sobre primeira infância, brincar e arte para crianças e coordena o programa Ser Criança é Natural (que dá nome a este blog), do Instituto Romã, que incentiva o contato das crianças com a natureza. Organiza a ação Doe Sentimentos e acredita no poder da infância e que o mundo pode ser melhor.

Ana Carol Thomé

É pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica. Participa de diversas formações sobre primeira infância, brincar e arte para crianças e coordena o programa Ser Criança é Natural (que dá nome a este blog), do Instituto Romã, que incentiva o contato das crianças com a natureza. Organiza a ação Doe Sentimentos e acredita no poder da infância e que o mundo pode ser melhor.

Um comentário em “Livre estar

Deixe uma resposta