Lego poderá lançar o Museu Nacional de brinquedo para ajudar a reconstruir o Museu Nacional de verdade

Lego poderá criar o Museu Nacional de brinquedo para ajudar a reconstruir o Museu Nacional de verdade

*Atualizado em 16/01/2019

São aproximadamente 60 bilhões de peças produzidas por ano. A marca da gigante dinamarquesa Lego se tornou sinônimo de blocos de montar. Está na mão de milhões de crianças do mundo todo. E agora, ela pode ajudar – financeiramente – a ajudar a reconstrução do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, que foi completamente destruído em setembro do ano passado.

No site Lego Ideas, está aberta a votação popular para que a empresa crie o museu. Para que isso aconteça, é necessário que 10 mil pessoas apoiem a ideia. Até este momento, são pouco mais de 3.400 votos.

Caso este número seja atingido, quando o Museu Nacional Lego começar a ser comercializado, todos os royalties das vendas do brinquedo serão revertidos para o fundo de reconstrução do museu, que será gerido pela Unesco.

A iniciativa para tentar ter o projeto idealizado pela Lego foi dos publicitários brasileiros, Caio Gandolfi e Diego Ferrite. “Quando vimos a notícia do fogo no Museu, ficamos em choque. Inúmeras peças históricas foram completamente perdidas, talvez sem recuperação, e logo pensamos no que fazer para ajudar a reconstruir o que fosse possível”, contam. “Entre algumas conversas, chegamos nessa ideia de levar algo para que as pessoas também pudessem reconstruir essa história, mas de uma maneira que as divertissem, pra conseguirmos impacto. Começamos a pensar no tema da “reconstrução” do Museu, que nos pareceu urgente. E não tem como falar em construir coisas sem pensar em Lego”.

O texto para convencer as pessoas a votar no projeto é muito bacana, por isso o reproduzimos abaixo:

“O Museu Nacional é o maior Museu Brasileiro.

Era. No dia 2 de setembro de 2018, ele pegou fogo.

O maior patrimônio histórico, artístico, cultural e científico brasileiro, pegou fogo. 

E com o fogo, perdemos mais do que simples objetos ou itens de colecionador. 

Perdemos parte da nossa história.

Perdemos o esqueleto do maior dinossauro já encontrado na América do Sul, e parte do fóssil de Luzia, a habitante mais antiga das Américas. Perdemos a misteriosa múmia egípcia Sha Amun en su, o imponente trono africano do Reino de Daomé e até os indescritíveis afrescos de Pompeia.

Mais de 90% do acervo foi destruído.

São 200 anos de história e 20 milhões de itens.

E o próprio prédio do museu, um símbolo da museologia brasileira, também virou cinzas.

A previsão para a reconstrução do Museu Nacional? 

20 anos.

Como continuar inspirando o principal público do Museu Nacional, as crianças, durante este meio tempo?

Vamos deixar o Museu Nacional vivo no imaginário.

Vamos reconstruí-lo tijolo a tijolo, ressaltando sua importância histórica.

E as crianças que ajudarem a construir o Museu Nacional em Lego vão de fato estar ajudando a reconstruir o Museu Nacional de verdade”.

Está esperando o que? Acesse já este link. Basta fazer um cadastro rápido. Eu já votei!


*Uma excelente novidade: em tempo recorde, o projeto conseguiu os 10 mil apoios. A partir de agora, ele passará por uma avaliação final da equipe da Lego. Estamos na torcida! 

Leia também:
Incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro expõe descaso com a cultura e a memória do país
Perdas e danos do incêndio do Museu Nacional
Tartaruga ferida ganha cadeira de rodas feita de Lego
Lego anuncia produção de peças com bioplástico feito de cana-de-açúcar do Brasil
Campanha #ToyLikeMe comemora lançamento de primeiro boneco Lego cadeirante
Lego inaugura fazenda eólica para reduzir impacto ambiental

Fotos: divulgação Lego

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

4 comentários em “Lego poderá lançar o Museu Nacional de brinquedo para ajudar a reconstruir o Museu Nacional de verdade

  • 29 de janeiro de 2019 em 10:38 AM
    Permalink

    Vale a pena uma nova notícia mostrando que o projeto será executado. Os 10 mil apoiadores foram conseguidos por volta do dia 17/1/19.

    Resposta
    • 29 de janeiro de 2019 em 10:58 AM
      Permalink

      Cyleno,
      O post foi atualizado e os idealizadores estão aguardando uma decisão final da Lego. Ainda não há novidades sobre isso.
      Abraço,
      Suzana

      Resposta
      • 14 de fevereiro de 2019 em 3:03 PM
        Permalink

        Quando houver um retorno, nos ajude a compartilhar por gentileza? Muito obrigada!

        Resposta
        • 14 de fevereiro de 2019 em 4:53 PM
          Permalink

          Combinado, Stella!
          Abraço,
          Suzana

          Resposta

Deixe uma resposta