Jovem ganha – de graça – prótese de mão feita em impressora 3D

Jovem ganha – de graça - prótese de mão feita em impressora 3D

O paulista Fábio Bilarva perdeu a mão muito novo, aos três anos de idade, em um acidente. Mas não deixou que isso mudasse seu futuro. “Sempre tive uma vida normal”, afirma. Prova disso é que, entre seus esportes preferidos, estão andar de skate, pedalar e nadar.

Mas nos últimos anos, o jovem descobriu as próteses impressas em 3D. “Vi uma reportagem na televisão e achei que poderia ser bom porque se encaixaria perfeitamente na minha mão, com um custo muito menor do que uma prótese tradicional,” diz.

O uso de impressoras 3D já é bastante difundido no mundo todo, principalmente, na indústria e no meio acadêmico. Mais recentemente, a tecnologia também tem sido utilizada pela área de saúde, pois mostra-se mais barata e com produção em menor tempo.

Jovem ganha – de graça - prótese de mão feita em impressora 3D

A prótese feita para Fábio: custo infinitamente menor

“Pesquisei na internet e encontrei um projeto de prótese. Com o arquivo em mãos, espalhei pedidos de orçamento para empresas do setor”, conta Fábio. Pois a empresa Wishbox Technologies, de Santa Catarina, especializada em impressão 3D, recebeu a solicitação em 2015 e decidiu desenvolver a prótese para o paulista. Uma só, não! Até agora, a companhia já fez três para ele. “A cada vez, deixamos mais ajustada ao meu tamanho”, explica Fábio.

“Quando recebemos o orçamento achamos que teríamos a chance de ajudar um jovem que tinha uma vida inteira pela frente. Na época, já tínhamos visto alguns exemplos de réplicas na internet, mas nunca um caso real”, explica Tiago Marin, diretor da empresa. “Simpatizamos com o jovem porque estava construindo uma família, era uma pessoa economicamente ativa e ainda andava de skate, um esporte que adoramos. Sabíamos que a prótese, realmente, poderia mudar a sua vida”.

Os sócios da empresa que desenvolveu a prótese e Fábio: todos apaixonados pelo skate

O custo de uma prótese tradicional gira em torno de 40 mil reais. Já a feita numa impressora 3D sai por aproximadamente 700 reais. O uso desta tecnologia permite ainda que seja mais fácil customizar próteses, implantes e até, outras partes do corpo humano.

A intenção da empresa catarinense agora é ampliar este tipo de serviço e buscar novas parcerias no mercado brasileiro para possibilitar que o maior número de pessoas possam ter acesso a próteses e produtos similares impressos em 3D por um valor mais em conta.

“O processo de impressão 3D é complexo e, naturalmente, pode ter imperfeições. É necessário lapidar e melhorar sempre um projeto para chegar à melhor solução. Queremos muito ajudar outras pessoas e seria fundamental contar com o apoio de empresas, ortopedistas e universidades para ampliar essa ideia. Através da união entre a tecnologia e a medicina podemos inovar e entregar melhores soluções à sociedade”, diz o diretor.

O uso de novas tecnologias na área de saúde pode ter um impacto imenso na vida daqueles que precisam. É notável ver empresas que percebem a importância disso e de sua responsabilidade social. A iniciativa da Wishbox Technologies fez uma grande diferença no dia-a-dia deste jovem paulista. “A principal mudança na minha vida foi a estética e a autoestima. Ficou mais fácil conviver com as pessoas. A prótese não chama muito atenção e possui uma textura e aparência natural”, revela. “Além disso, também consigo pegar alguns objetos pequenos.  É muito leve e firme porque usamos velcro para fixar na mão. Ao mesmo tempo, também é bastante resistente e, conforme mudamos a resolução fica ainda mais forte. Até hoje, nunca quebrei uma prótese, mas já fraturei o pé andando de skate,” conta entre risos. “A prótese nunca me deixou na mão”.

E ele vai além. “Tenho certeza que a impressão 3D pode ser uma solução para muitas pessoas. O que eu puder fazer para que mais pessoas saibam sobre essa tecnologia, com certeza farei com gosto”.

Fotos: divulgação 

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Um comentário em “Jovem ganha – de graça – prótese de mão feita em impressora 3D

  • 21 de julho de 2017 em 7:22 AM
    Permalink

    QUE BENÇÃO. QUE DEUS OS ILUMINE SEMPRE, COM ESTE GESTO FRATERNO EM PROL DOS
    QUE PRECISAM DE UM GRANDE AUXILIO .

    Resposta

Deixe uma resposta