Jon Cree, expert em escolas da floresta no Reino Unido, dá curso e palestra para educadores, brincantes e curiosos

Jon Cree é diretor da Forest School Association, instituição inglesa que apoia a criação e a qualidade das Escolas da Floresta no Reino Unido e estará em São Paulo e Diadema este mês para dois encontros – um curso e uma palestra – sobre o tema. Ambos em 24 de outubro.

Criando estruturas para brincar com a natureza

O curso será ministrado das 8h às 12h, na Creche Baronesa de Limeira (Alameda dos Guaiós, 842 – Planalto Paulista, São Paulo), instituição filantrópica que existe há 114 anos e atende 714 crianças da região, por meio de convênio com a Prefeitura Municipal de São Paulo. Inscrições e informações no site da Sympla.

Voltado para educadores, curiosos, familiares e brincantes que querem se aventurar a criar estruturas e espaços para ampliar as brincadeiras na natureza, acontecerá durante toda a manhã ao ar livre ou “do lado de fora“, como dizem as educadoras Ana Carol Thomé e Rita Mendonça, do programa Ser Criança é Natural (Instituto Romã), que têm um blog muito bacana, com o mesmo nome, aqui no Conexão Planeta.

Nesse encontro, Cree vai compartilhar conhecimentos, experiências e técnicas que possibilitam a construção coletiva de ferramentas e estruturas com madeira e corda, combinadas com outros recursos naturais disponíveis no espaço. São estruturas seguras ou levemente arriscadas (sim!!) que podem ser criadas em escolas, praças e quintais para que as crianças explorem os espaços de formas diversas. Questões como acessibilidade e segurança pautarão o curso, tornando possível também a participação das crianças na construção das estruturas básicas.

Os participantes verão que, com muita criatividade, é possível criar infinitas estruturas. E veja que bacana: todas as estruturas construídas durante o curso serão doadas para a creche!

O movimento das Escolas da Floresta no Reino Unido

A palestra com Jon Cree será realizada também em 24 de outubro, mas na Escola Stagium de Diadema (Rua Osvaldo Cruz, 162, centro), das 19h às 21h30. Informações e inscrições no site do Sympla.

“Aprender pode acontecer do lado de fora? Existe escola que não tem prédio, nem sala de referência?”, perguntam as educadoras Ana Carol e Rita, que estão produzindo estes encontros. A resposta é: “Sim! Estas são algumas das formas como as Escolas da Floresta (Forest Schools) podem se manifestar. Elas existem em muitos países ao redor do mundo e há inúmeras manifestações locais no Brasil, que adotam práticas deste movimento”. É preciso disseminar seus conceitos.

Muito mais do que um modelo de escola, as Forests Schools são um movimento que atravessa toda a educação. “Jon Cree tem vivido este movimento e estará conosco contando seu percurso, como que as Forest Schools acontecem no Reino Unido. Nessa conversa queremos nos inspirar para enxergar muitas possibilidades em estar do lado de fora e fazer a educação acontecer cada vez mais em contato com a natureza”, destacam as educadoras.

Em 2016, Ana Carol dedicou suas férias a conhecer escolas da floresta. Escreveu sobre essa decisão, veja que legal: Quando decidi conhecer as escolas fa floresta. Voltou encantada e escreveu alguns textos para seu blog, aqui no site. Contou a história desse movimento: como surgiu e se desenvolveu e depois relatou a experiência em um acampamento. Rita, por sua vez, como educadora experiente que é, também relatou sua visão sobre esse tipo de escola como a construção do ser humano a partir de suas raizes naturais.

Oportunidades mágicas estes dois encontros com Jon Cree, não? Se inscreva!

Fotos: Divulgação (Jon Cree), Igor Pavezi (Jardim das Brincadeiras de Guilherme Blauth) e Ana Carol Thomé

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta