Jogadores de futebol estão em campanha da OMS que mostra cinco passos para evitar o coronavírus

Jogadores de futebol estão em campanha da OMS que mostra cinco passos para evitar o coronavírus

“Passe a mensagem para dar um chutão no coronavírus. Este é o nome da campanha lançada ontem (24/03) pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em parceria com a Federação Internacional de Futebol (Fifa). O objetivo da iniciativa é conscientizar o maior número de pessoas possíveis sobre os cinco passos mais importantes para evitar o contágio pelo COVID-19, nome do vírus que causa a doença.

Para isso, 28 jogadores*, alguns dos nomes mais famosos do futebol mundial, gravaram de suas casas, vídeos em 13 línguas, explicando o que cada um de nós deve fazer para conseguir reduzir a disseminação do coronavírus e acabar com a pandemia global.

Entre aqueles que participam da campanha “Pass the message to kick out coronavirus” (título original em inglês), está o brasileiro Alisson Becker, goleiro da seleção, jogador do Liverpool FC e Embaixador da OMS pela Promoção da Saúde. Se engajaram também na iniciativa Lionel Messi, Carles Puyol, Yaya Touré, Gianluigi Buffon e Iker Casillas.

Nos vídeos, os jogadores fazem as seguintes recomendações:

1. Mãos
Comece pelas suas mãos. Por favor, lave suas mãos com frequência usando sabão ou um higienizador a base de álcool. Essa lavagem frequente com sabão e água, ou com uma solução manual à base de álcool, mata vírus que podem estar em suas mãos. É simples, mas é muito importante.

2. Cotovelos
Cubra o nariz e a boca com o cotovelo flexionado ou um lenço de papel quando espirrar ou tossir. No caso do lenço, descarte-o imediatamente e lave as mãos. O coronavírus é espalhado por gotículas. Ao seguir a higiene respiratória, você protege as pessoas ao seu redor de contraírem vírus como os de resfriado, gripe e coronavírus.

3. Rosto
Evite tocar seu rosto, principalmente os olhos, o nariz e a boca para impedir que o vírus entre no seu corpo. As mãos tocam em muitas superfícies e podem rapidamente pegar vírus. Uma vez contaminadas, as mãos podem transferir os vírus para o seu rosto, de onde eles podem se mover dentro do seu corpo, fazendo você se sentir mal.

Jogadores de futebol estão em campanha da OMS que mostra cinco passos para evitar o coronavírus

4. Distância
Nas relações sociais, dê um passo para trás. Fique a pelo menos um metro de distância dos outros. Ao manter esse distanciamento social, você evita respirar as gotículas de alguém próximo que espirra ou tosse.

5. Sentir – conheça seus sintomas
Se estiver se sentindo mal, fique em casa. Siga todas as instruções fornecidas pelas autoridades de saúde locais. Se você tiver febre, tosse e dificuldade de respirar, procure atendimento médico e ligue para avisar sobre seus sintomas antes de sair (para o estabelecimento de saúde ou para uma linha telefônica preparada para receber esse tipo de ligação, como o 136 no Brasil.

Mantenha-se informado com as orientações mais recentes das autoridades locais de saúde sobre a situação em sua área. Por favor, siga as instruções específicas dadas por elas. Isso ajuda a proteger a pessoa e a impedir a propagação de vírus e outras infecções.

A FIFA também se comprometeu a enviar US$ 10 milhões para apoiar o Fundo Solidário de Resposta ao COVID-19 da OMS.

*Participaram da campanha os seguintes jogadores: Sami Al Jaber (Árabia Saudita), Alisson Becker (Brasil), Emre Belözoğlu (Turquia), Jared Borgetti (México), Gianluigi Buffon (Itália), Iker Casillas (Espanha), Sunil Chhetri (Índia), Youri Djorkaeff (França), Han Duan (China), Samuel Eto’o (Camarões), Radamel Falcao (Colômbia), Laura Georges (França), Valeri Karpin (Rússia), Miroslav Klose (Alemanha), Philipp Lahm (Alemanha), Gary Lineker (Inglaterra), Carli Lloyd (Estados Unidos da América), Lionel Messi (Argentina), Mido (Egito), Michael Owen (Inglaterra), Park Ji-sung (República da Coreia), Carles Puyol (Espanha), Célia Šašić (Alemanha), Asako Takakura (Japão), Yaya Touré (Costa do Marfim), Juan Sebastián Verón (Argentina), Sun Wen (China) e Xavi Hernández (Espanha).

Leia também:
Três bilhões de pessoas no mundo não têm água e sabão em casa para se proteger contra o coronavírus, alerta a ONU
Pesquisadora brasileira integra equipe que vai testar medicamentos contra o novo coronavírus na Itália
Bill Gates e sua fundação contra o coronavirus
U2 lança música em homenagem a italianos e profissionais de saúde combatendo o coronavírus

Montagem fotos: reprodução Facebook jogadores

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta