Inaugurada no Rio a Transcarioca: a maior trilha urbana do Brasil

Os cariocas e os turistas que visitarem o Rio de Janeiro acabam de ganhar um presente sem igual: a Trilha Transcarioca, que teve seu lançamento oficial realizado no último final de semana, em um evento no Centro de Visitantes Paineiras, dentro do Parque Nacional da Tijuca.

A Transcarioca, com 180 km de extensão, é a maior trilha de longo curso do Brasil. Ela corta a capital, indo da Barra de Guaratiba até o Morro da Urca, e interliga sete unidades de conservação ambiental. Na maior parte dos trechos, as caminhadas são feitas dentro das florestas do Parque Nacional da Tijuca, Parque Estadual da Pedra Branca, Parque Natural Municipal de Grumari, Parque Natural Municipal da Cidade, Parque Natural Municipal da Catacumba, Parque Natural Municipal Paisagem Carioca e Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca.

Percurso de 180 km da Trilha Transcarioca

Dentro destas áreas de preservação, vivem centenas de animais. Entre eles, 107 espécies de mamíferos, 53 de anfíbios, 32 de répteis e 481 de pássaros (Na Europa inteira, só foram registrados até hoje 680 espécies de pássaros).

São 481 espécies de aves ao longo dos trechos

Os mamíferos mais comumente encontrados são os macacos: o Prego, nativo da Mata Atlântica, o Sagüi-Estrela, natural do Nordeste e introduzido no Rio pelo homem, e mais recentemente, em 2015, o bugio e a cotia foram reintroduzidos na Floresta da Tijuca (leia mais sobre o assunto aqui). Além disso, os visitantes da Transcaricoca poderão conhecer de perto preguiças, gambás e esquilos-Caxinguelê.

Por toda a trilha, os visitantes se deparam com animais

A ideia é que aqueles que morem no Rio percorram os trechos da trilha aos poucos, descobrindo assim, atrações naturais da cidade, até então desconhecidas. A sinalização foi cuidadosamente planejada para evitar que aventureiros, de primeiro viagem, se percam na floresta.

A Trilha Transcarioca é mantida em conjunto por mais de mil voluntários cadastrados e pelas equipes profissionais de trilhas dos parques cariocas. Se você quer fazer parte deste trabalho lindo, acesse agora esta página do site e veja como você pode ajudar.

Durante a inauguração da Transcarioca, a organização não-governamental Conservação Internacional (CI-Brasil), parceira da iniciativa, lançou um guia de bolso, minidocumentário e o site oficial da trilha, que oferece aos internautas informações detalhadíssimas sobre os percursos, níveis de dificuldade, mapas, fauna e flora da região, história e outros dados bastante revelantes. Futuramente, a entidade promete oferecer ainda um aplicativo para dispositivos móveis.

O sucesso da realização e agora, inauguração da trilha, que passa pelo pulmão verde da capital carioca, se deve a um movimento de união de cidadãos civis e instituições governamentais e não-governamentais, conectados pelo sonho de implantar uma trilha de longo curso no coração da paisagem natural, cultural e urbana da cidade do Rio de Janeiro.

O nascimento da Transcarioca

A Trilha Transcarioca foi idealizada por Pedro da Cunha e Menezes, jornalista e especialista em unidades de conservação urbanas. Em 2000, no livro Transcarioca: todos os passos de um sonho, ele falava sobre a implantação da trilha na cidade, mostrando outras iniciativas similares e bem-sucedidas, tais como a Appalachian Trail (Estados Unidos), Huella Andina (Argentina), Hoerikwaggo Trail (África do Sul) e Te Araroa Trail (Nova Zelândia).

“Este projeto é muito importante porque talvez seja o primeiro com o conceito de conhecer para conservar. A recreação em contato com a natureza ensina a respeitar pelo uso. É o que gostaríamos de ver implementado em mais unidades”, afirma Menezes.

Confira abaixo algumas imagens belíssimas feitas ao longo da Transcarioca e mais ao final do post, o vídeo de divulgação:

Leia também:
Passeios autênticos no Rio de Janeiro: a Trilha Transcarioca
O que uma supertrilha pode fazer pelo Rio de Janeiro

Fotos: divulgação Trilha Transcarioca

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta