Hospital Albert Einstein abre vagas para mais de 1 mil profissionais de saúde para combater coronavírus em São Paulo

Hospital Albert Einstein abre vagas para mais de 1 mil profissionais de saúde para combater o coronavírus em São Paulo

Um dos maiores hospitais privados de São Paulo e do Brasil, o Albert Einstein, anunciou que fará a contratação de 1.426 profissionais de saúde na capital paulista, por tempo determinado, para trabalhar no atendimento de pacientes com o novo coronavírus, o COVID-19.

A cidade de São Paulo é a que tem, até este momento, o maior número de casos confirmados da doença no país. Para que o sistema de saúde não entre em colapso, estão sendo montados vários hospitais de campanha, com cerca de 2 mil leitos extras (de baixa complexidade), em locais como o Estádio do Pacaembu e o Complexo do Anhembi.

“Vamos adaptar esses dois espaços, um deles cedido pelo novo concessionário do Pacaembu, que estará pronto em duas semanas. Já as 1.800 vagas no Anhembi estarão prontas em até três semanas”, afirmou o prefeito da capital, Bruno Covas.

Os leitos serão utilizados para pacientes que não se encontram em situação de alto risco. Para administrar os hospitais de campanha foram feitas parcerias com instituições de saúde privadas, como o Einstein.

Os profissionais que serão contratados irão ocupar pouco mais de 500 vagas no Pacaembu, 195 para unidades de parcerias públicas com a prefeitura e o restante para serviços hospitalares, ambulatoriais e diagnóstico das diversas unidades de atuação. 

As inscrições podem ser feitas por este link. As entrevistas serão feitas online.

*Com informações da Prefeitura de São Paulo e do Hospital Albert Einstein

Leia também:
Hotéis de Madrid abrem seus quartos para pacientes com coronavírus em quarentena
Pesquisadora brasileira integra equipe que vai testar medicamentos contra o novo coronavírus na Itália
Bill Gates e sua fundação contra o coronavirus
Sérgio Trindade, especialista brasileiro em mudanças climáticas e ganhador do Nobel da Paz com o IPCC, morre em decorrência do coronavirus
Paciente que desrespeitar quarentena ou isolamento para controle do coronavírus pode ser preso

Foto: reprodução Facebook Hospital Albert Einstein

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta