Guerras do Brasil.Doc: série de documentários ajuda a entender a história do país e será exibida na Netflix

Esta obra do diretor Luiz Bolognesi é perfeita para o momento histórico que estamos vivendo. Vai ajudar a revirar as entranhas da narrativa que tem sido contada ao longo dos tempos e provocar boas e inquietantes reflexões. As guerras sempre tiveram um poder de atração gigante. No cinema, então, a lista de títulos é infinita. Na plataforma Netflix, onde esta série documental será exibida em breve, a variedade é boa: tem ficção, releituras de livros históricos, roteiros famosos e documentários. A Segunda Guerra é a estrela do catálogo, mas tem ainda guerras contra aliens. E a partir de 3 de junho, vai exibir também as Guerras do Brasil.

A série reúne cinco episódios de 26 minutos cada, que revelam fatos e diferentes versões para os principais conflitos armados da história do país. Em ritmo de clip, Bolognesi apresenta as narrativas dos principais conhecedores desses fatos e as “costura” com imagens de arquivo e ilustrações, imprimindo um ritmo ágil aos vídeos.

Ele fala das Guerras da Conquista, que começaram com a invasão dos portugueses há mais de 500 anos, com o massacre dos indigenas, e continuam até hoje. Entre os entrevistados, duas lideranças indígenas: Ailton Krenak e Sonia Guajajara. Também destaca as Guerras de Palmares, revelando a escravidão que ajudou a escrever a história do Brasil e ainda está tão viva em nosso cotidiano, de diversas formas e intensidades. Ressuscita a Guerra do Paraguai, o maior e mais sangrento conflito armado da América do sul: “uma guerra de miseráveis contra miseráveis”, como define bem a historiadora Mary Del Priore. Lembra da Revolução de 1930, com o fim de Velha República até a Era Vargas. E, por fim, apresenta a Universidade do Crime, marcada pela guerra do tráfico, das ruas brasileiras que matam cerca de 60 mil pessoas todos os anos: a guerra contemporânea que está na TV todos os dias.

Abaixo, reproduzo as sinopses e os traillers que o Canal Curta – onde a série foi exibida primeiro – publicou em seu site, pra quem quiser aprofundar e aguardar o lançamento mais bem informado sobre o documentário.

AS GUERRAS DA CONQUISTA
A guerra da conquista ainda não acabou. Ela já tem mais de 500 anos e continua viva. O 1º episódio da série conta a invasão e colonização do Brasil. A chegada dos Portugueses nas praias Brasileiras em 1500 e sua relação com os índios que ocupavam este território há milhares de anos. Como os Portugueses e depois os europeus chegaram, ocuparam e colonizaram o País do Pau Brasil. A evangelização, a dominação, a exploração e a resistência indígena. Veja como, ao longo da história, a população indígena foi dizimada e segue sua luta, até os dias de hoje, pela demarcação de terras. O Brasil que segue em guerra.   

AS GUERRAS DE PALMARES
A história do Brasil passa, e muito, pela história da escravidão. Cerca de 12 milhões de negros foram arrastados de suas terras e trazidos como escravos para trabalhar no Brasil e formar essa nação. O 2º Episódio da série conta como, durante o período de escravidão, negros de todas as etnias em um grito de liberdade fogem dos engenhos para se refugiarem em Quilombos. O nascimento de Palmares e as comunidades afro-indígenas. A ascensão e os mais de 100 anos de luta e resistência dos Quilombos. Quem foi Zumbi e a luta contra a Coroa Portuguesa. Os Bandeirantes e as batalhas pela queda de Palmares.   

A GUERRA DO PARAGUAI
Em 1864, o Paraguai quer ter uma saída para o mar. Suas tropas passam pela argentina, invadem o Brasil, sequestram o presidente da província de Mato Grosso e começam sua marcha para o Uruguai. Estava declarada a Guerra. No mais sangrento conflito do hemisfério sul nasce o acordo da tríplice coroa que unia Brasil, Argentina e Uruguai.  

A REVOLUÇÃO DE 1930
O 4º episódio da série conta os acontecimentos que puseram fim a velha república. O episódio Relembra a ascensão da indústria cafeeira, um dos pilares da economia do Brasil do começo do século XX e a maneira como as oligarquias manipulavam as eleições para continuarem no poder. Narra os levantes do Tenentes nos quarteis, na década de 20 e a formação da Aliança liberal, em 1929, que ia por fim na política do café com leite. Entenda a disputa eleitoral que levaria ao poder, no voto, o Paulista Júlio Prestes e a ascensão do Gaúcho Getúlio Vargas , candidato derrotado que, com apoio popular, sai de Porto alegre para uma viagem de poder até o Rio de Janeiro onde, com suas tropas, toma triunfalmente o palácio do Catete. Estava começando a era Vargas.   

UNIVERSIDADE DO CRIME
“A Guerra do Tráfico” traz para a TV uma guerra contemporânea: A guerra das ruas brasileiras, onde morrem cerca de 60 mil pessoas todos os anos. Vamos entender a gênese das organizações criminosas que dominam os presídios Brasileiros e organizam o tráfico de drogas. O episódio conta a origem, no Rio de Janeiro, do Comando Vermelho, organização que nasceu e cresceu, nos presídios cariocas. Como o “CV” organizou o crime e o tráfico nas comunidades cariocas. Conta, em São Paulo, o nascimento do PCC (Primeiro Comando da Capital) na década de 90, como foi estruturado, como ele financia os crimes, suas regras e o seu fortalecimento e ascensão na ausência total do Estado.   

Imagem: Reprodução de vídeo

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta