Gisele Bündchen chora ao sobrevoar áreas desmatadas na Floresta Amazônica

Gisele Bündchen chora ao sobrevoar áreas desmatadas na Floresta Amazônica

A modelo brasileira e ativista ambiental Gisele Bündchen ficou extremamente chocada ao ver de perto a extensão das áreas impactadas pelo desmatamento na Floresta Amazônica. Ela é uma das personalidades convidadas a participar da segunda temporada da série documentário Years of Living Dangerously, que está sendo exibida pela National Geographic, nos Estados Unidos, mas que já pode ser vista aqui no Brasil pela internet.

Gisele aparece no segundo episódio da temporada, chamado de “A Batalha na Floresta”. Nele, visita a Amazônia (onde já tinha estado, pela primeira vez, em 2004) e ao lado do cientista Antônio Nobre, aprende mais sobre o papel importantíssimo da floresta para o clima na Terra. Diariamente, as árvores da região trabalham num sistema invisível para a manutenção do clima. Através da evaporação, elas injetam água no ar e garantem chuva no continente. É por isso que a floresta é considerada o “pulmão do planeta”.

Depois de passear pela floresta e ver a dimensão de algumas destas árvores – gigantescas -, que prestam um serviço ambiental essencial para a sobrevivência de todos nós, Gisele sobrevoou a Amazônia ao lado do brasileiro Paulo Adario, presidente do Greenpeace Brasil. Dentro de um pequeno avião, na região de Alta Floresta, ela viu imensas áreas desmatadas e queimadas, onde agora pasta livremente o gado, criado ali para a produção de carne: a pecuária é responsável por 65% do desmatamento do bioma.

Adario também mostrou à Gisele a barragem da usina hidrelétrica de Teles Pires e o impacto de sua construção sobre a vegetação. Com a ruptura do fluxo do rio, formou-se ali um lago e árvores em seu entorno morreram.

“As pessoas precisam saber disto. Afeta a todos nós”, alerta Gisele. “Nós não podemos deixar eles fazerem isso”, completa emocionada, chorando, com tanta tristeza.

Years of Living Dangeroulsy

Primeira série do documentário exibida em uma grande rede de televisão nos Estados Unidos a ter como tema as mudanças climáticas, Years of Living Dangerously ganhou o prêmio Emmy, em 2014, na categoria Outstanding Docummentary (Documentários Excepcionais, em tradução livre) e Série de Não-Ficção.

Os nove episódios da primeira temporada de Years of Living Dangerously foram produzidos por James Cameron, Arnold Schwarzenegger e três ex-produtores do famoso programa americano 60 Minutes. Participaram deles personalidades de Hollywood, engajadas no ativismo ambiental, como Harrison Ford, Matt Damon e Jessica Alba.

Nesta segunda temporada, foram gravados oito episódios. Entre os convidados a participar dos documentários, como repórteres, além de Gisele Bünchen, estão os atores Jack Black, Ian Somerhalder, Sigourney Weaver, Arnold Schwarzenegger e Don Cheadle e o jornalista David Letterman.

Foto: reprodução vídeo Youtube

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta