Homem constrói casas ecológicas com um milhão de garrafas plásticas

Com um milhão de garrafas plásticas, homem constrói casas sustentáveis

Um dia, Robert Bezeau acordou com uma solução para reutilizar garrafas plásticas. Apesar de a ideia ter vindo em sonho, o canadense resolveu logo colocá-la em prática. Seu plano era fundar uma comunidade sustentável com 120 casas construídas com uma matéria-prima principal: garrafas plásticas. Assim, nasceu a Vila de Garrafa Plástica, no Panamá.

Para até ter sonhado com elas, Bezeau não era nenhum estranho das garrafas plásticas. O canadense vive no Panamá há alguns anos e, em 2012, encabeçou um projeto de reciclagem em Bocas Del Toro, que coletou garrafas plásticas descartadas nas praias e ruas da cidade. Com a ajuda de voluntários, em um ano e meio, coletou mais de um milhão de garrafas – matéria prima que seria utilizada para a construção de casas sustentáveis alguns anos depois.

Estima-se que um ser humano médio consuma 15 ou mais bebidas embaladas em garrafas plásticas por mês. Portanto, uma pessoa que vive 80 anos, utiliza, no mínimo, 14,4 mil garrafas plásticas durante toda a vida. A cada segundo, 22 mil garrafas plásticas vazias são descartadas. Enquanto alguns podem pensar que esta é uma quantidade enorme de lixo para poluir o oceano e lotar aterros sanitários, Bezeau enxerga de uma forma diferente: para ele, essa quantidade é mais que suficiente para construir uma moradia térrea com dois quartos.

Com um milhão de garrafas plásticas, homem constrói casas sustentáveis

“Essas garrafas plásticas reutilizadas podem neutralizar o efeito negativo da nossa passagem no planeta e nos deixar mais próximos de deixar apenas as nossas próprias ‘pegadas’”, diz Bezeau. E completa: “A Vila de Garrafa Plástica é uma comunidade eco-residencial, com jardim comunitário de frutas, legumes e ervas e abastecida por energia solar, localizada no coração das ilhas, no interior da floresta.”

Foi por conta deste otimismo que o canadense planejou uma comunidade ecológica de quase 34 hectares em Bocas Del Toro. O projeto começou em agosto de 2015, com uma casa modelo de um andar e dois dormitórios, construída a partir de mais de 10 mil garrafas plásticas. Hoje, a Vila de Garrafa Plástica conta com três modelos de moradias planejadas – que já começaram a ser comercializadas.

As garrafas plásticas ficam armazenadas dentro de gaiolas de arame, reforçadas com vergalhões, que medem 61 cm de comprimento por 275 cm de altura e 15 cm de largura. Essa configuração, no entanto, não limita as formas para construir a moradia, uma vez que muitas das casas construídas na comunidade possuem arcos e curvas. Uma vez que a moradia é construída com esta estrutura, as casas são cobertas por cimento e podem ser pintadas.

Com um milhão de garrafas plásticas, homem constrói casas sustentáveis

Por que utilizar garrafas plásticas?

A província de Bocas Del Toro, onde a Vila de Garrafa Plástica está construída, tem temperaturas médias que variam entre 20,2ºC e 32ºC durante o ano. Segundo Bezeau, as garrafas plásticas cheias de ar utilizadas na construção das casas garantem isolamento e mantém, sem gasto energético, a temperatura interna 17ºC mais fresca do que a temperatura exterior.

Além disso, a reutilização de materiais permite que as casas sejam construídas mais rapidamente e pode gerar grande economia no caso de reconstrução, quando comparada com o uso de materiais tradicionais utilizados localmente.

“É urgente educar as pessoas sobre formas criativas e úteis de reciclar garrafas plásticas em larga escala. Meu sonho de uma ilha livre de plástico é realidade. Outros sonhos de um planeta limpo e verde podem se concretizar também”, finaliza.

Foto: Divulgação/Plastic Bottle Village

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

Marina Maciel

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

Um comentário em “Homem constrói casas ecológicas com um milhão de garrafas plásticas

Deixe uma resposta