Fumaça de incêndios da Califórnia faz com que poluição em São Francisco atinja níveis alarmantes


Fumaça de incêndios da Califórnia faz com que poluição em São Francisco atinja níveis alarmantes

*Atualizado em 22/11/2018

Mesmo estando mais de 200 km distante dos principais focos de incêndio do estado, a cidade de São Francisco enfrenta problemas associados ao que já é considerado o mais devastador incêndio florestal da história da Califórnia.

Por causa da péssima qualidade do ar, consequência da fumaça que veio da região onde o fogo matou mais de 80 pessoas, deixou centenas desaparecidas e destruiu uma cidade inteira, as aulas das escolas da área da Baía de São Francisco foram suspensas e os moradores alertados para ficar dentro de casa, com janelas fechadas. Até um dos mais famosos pontos turísticos, o cable car – bonde que atravessa o centro até o pier – parou de funcionar. A ordem foi dada para “proteger a saúde de turistas, passageiros e condutores”.

Análises de substâncias no ar revelaram que a poluição em São Francisco estava pior do que em cidades da China e da Índia, frequentemente citadas como os lugares do planeta com a pior qualidade do ar.

Para se ter uma ideia de quão crítica a situação está, a escala que avalia a qualidade do ar varia entre as cores verde (boa), vermelha (preocupante), roxa (muito preocupante) e marrom (tóxica). Desde o começo dos incêndios florestais, a escala tinha se mantido na cor vermelha, mas ontem, quinta (15/11), com a mudança da direção do vento, ela passou para marrom na capital do estado, Sacramento. Outras cidades que ficam ao sul de onde o fogo estava mais forte, estavam com classificação “roxa”.

Fumaça de incêndios da Califórnia faz com que poluição em São Francisco atinja níveis alarmantes

Escolas fechadas e moradores alertados para ficarem dentro de casa

Segundo meteorologistas, uma inversão climática agravou ainda mais a situação. Há uma nuvem de ar quente sobre o ar frio, que funciona como um “lacre”, evitando que a fumaça se dissipe.

Crianças e pessoas idosas são sempre os mais afetados quando a qualidade do ar piora, sofrendo principalmente com problemas respiratórios.

Já na região de Camp Fire, como ficou chamado o maior foco dos incêndios florestais que atingiram a Califórnia esta semana, imagens aéreas feitas com drones mostram a impressionante devastação. O vilarejo de Paradise ficou completamente destruído. Nada sobrou. Só cinzas. Seiscentas e trinta pessoas continuam desaparecidas.

*Com informações e vídeo do jornal The Guardian 

Fotos: US National Weather Service San Francisco Bay Area/Monterey California

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta