Fotógrafos internacionais se reúnem nas redes sociais em alerta sobre a extinção em massa dos animais

Fotógrafos do mundo inteiro se reúnem no Instagram e Facebook em alerta sobre a extinção em massa dos animais

Sempre quando pensamos em fotografia, nos vêm à mente imagens lindas, de lugares paradisíacos ou de pessoas que emanam alegria. Mas além de registrar o belo, fotojornalistas e a fotógrafos de natureza também carregam a responsabilidade de usar suas câmeras para mostrar o que muitos de nós não gostaríamos de ver.

É através desses registros que situações que acontecem, muitas vezes, longe de nós, chegam ao nosso conhecimento: a fome que tira a vida de crianças em países pobres, famílias destroçadas em zonas de conflito e a matança de animais nos quatro cantos do planeta.

Com o objetivo de chamar a atenção sobre este último tema, o fotógrafo e cineasta britânico Sean Gallagher lançou o projeto Everyday Extinction em duas plataformas digitais, no Instagram e no Facebook.

A iniciativa reúne, inicialmente, 25 fotógrafos internacionais para “falar” sobre biodiversidade e extinção das espécies. Mas novos colaboradores devem se juntar ao projeto nos próximos meses. Através de seus registros, saberemos mais sobre as causas, efeitos e soluções.

Atualmente, todos os anos, milhares de plantas, insetos, aves e anfíbios desaparecem do planeta. De acordo com historiadores, a Terra já passou por cinco grandes períodos de extinção. No último deles, o choque de um meteoro gigante teria provocado a morte dos dinossauros.

Cientistas acreditam que agora estamos na sexta era de extinção em massa. Mamíferos gigantes, os chamados grandes predadores, podem sumir. Baleias, tubarões, rinocerontes, elefantes, gorilas, tigres e leões simplesmente deixariam de existir nos mares, florestas e savanas do mundo.

O mais chocante, entretanto, é descobrir que o ser humano é o responsável por esta nova onda de extinção. A caça ilegal, a perda de habitat destes animais e o aquecimento global (todos provocados pela ação do homem) estão entre os grandes vilões desta triste realidade.

Gallagher acredita que o poder e a popularidade das mídias sociais podem ajudar a trazer o assunto para mais perto das pessoas.

Sean Gallagher vive há mais de uma década na Ásia. É especializado em meio ambiente e temas sociais. Formado em Zoologia, é colaborador de publicações como The New York Times, National Geographic News, CNN, The Atlantic e BBC News. Tem em seu portfólio diversos prêmios, Foi vencedor do Environmental Film of the Year, com o filme The Toxic Price of Leather. Ganhou ainda o Atkins CIWEM Environmental Photographer of the Year Competition em 2014.

Confira abaixo algumas das imagens divulgadas nas páginas do Instagram e Facebook do projeto Everyday Extinction:


  Crânio de um macaco capuchinho da Colômbia, por Sebastian Di Domenico

 

Pássaro morto com um tiro, por Kieran Dodds

Elefante acorrentado no Nepal, por Patrick Brown

Restam menos de 7 mil cachorros selvagens na África, por Karine Aigner

20 a 30 mil elefantes africanos são mortos por ano, por David Chancellor

Leia também:
300 espécies de primatas estão à beira da extinção
Humanidade destruiu 10% das áreas selvagens do planeta nos últimos 25 anos
Extinção ameaça maior primata do mundo


Fotos: Shane Brown (imagem que abre este post) e demais creditadas no texto

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

3 comentários em “Fotógrafos internacionais se reúnem nas redes sociais em alerta sobre a extinção em massa dos animais

  • 9 de fevereiro de 2018 em 10:06 PM
    Permalink

    muita dor…. mas necessaria…. excelente materia.

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2018 em 10:16 PM
    Permalink

    Parabéns pela reportagem Suzana!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2018 em 5:58 PM
    Permalink

    As bestas humanas e seu prazer em destruir, sua ignorância, futilidade, ganância, tudo leva a extinções em massa, quem usa produtos dessas procedências se iguala, alimenta esses mercados dos horrores, falta de pessoal p/ fiscalizar, de leis severas, de interesse real das autoridades pelo mundo a fora… >:(

    Resposta

Deixe uma resposta