Folhagens para colorir o horizonte!

folhagens

Na semana passada, comecei a falar sobre as folhagens, plantas ornamentais que podem servir como cerca viva ou então, uma aquela proteção natural, dando mais privacidade ao seu jardim. As folhagens são plantas que chamam mais atenção por suas folhas do que pelas flores (leia mais no post Folhagens para todos os gostos e lugares). 

Hoje, como prometido, vou ensinar sobre folhagens que conseguem criar a ilusão de um fundo infinito em áreas restritas do seu quintal ou jardim. Então, vamos lá!

unha de gato (Ficus pumilla) – na foto que abre este post -, é uma planta robusta, com folhas pequenas e ramos lenhosos de crescimento lento, porém bastante resistente. Ela é uma trepadeira que serve para forrar grandes muros, especialmente adaptável em caminhos estreitos por ter folhas sempre verdes e diminutas.

Quando adulta, suporta bem a convivência com animais domésticos, passagem de pedestres e carros. Pode ser colocada em entradas públicas e passagens. A unha de gato requer podas na fase adulta, pois a parte superior (copa) se abre como uma árvore na parte de cima dos muros e produz um fruto parecido com o figo, de cor verde azulado, muito duro e não comestível.

Esta planta cria uma textura homogênea nos muros e pedras, parecida com um gramado, e pode ser cultivada à sombra. A unha de gato gosta de solos ricos e úmidos.

folhagens: bambu anão

Uma outra folhagem a ser mencionada,  por causa de sua beleza e versatilidade, é o bambu. Existem muitos tipos e para usá-los, devemos escolher o mais adequado, aquele que melhor se adapta ao espaço que você tem. Na imagem acima,  está um vaso cultivado com bambu anão, que forma uma bela touceira na composição do jardim.

De folhagem delicada, sempre verde, o bambu transmite tranquilidade. É uma planta com múltiplos ramos, formando planos sobrepostos, assim dá a impressão  de haver um horizonte infinito. Sendo do tipo grande ou pequeno, com seus ramos levemente arqueados e flexíveis, o bambu  emoldura em arco o espaço logo abaixo, favorecendo as linhas do solo. Fica especialmente belo na beira de lagos, regatos e fontes.

O bambu adapta-se perfeitamente a solos úmidos e arenosos e também à semi-sombra. Pode ser plantado em vasos de interior, desde que a planta esteja adaptada à sombra (veja neste mesmo blog o post Sol e água na medida certa).

Este tipo de folhagem, requer porém, dois cuidados: ao plantá-la, certifique-se de que haverá espaco para a sua expansão (evite locais onde haja por perto, caixas de esgoto, tubos de telefonia e luz). Caso haja alguma restrição, o crescimento da planta deve ser bloqueado junto às raízes com chapas  plásticas. Se o tipo de bambu for grande ou agressivo, também pode ser bloqueado com blocos de cimento ou pedras.

Há diversos outros tipos de bambus disponíveis no mercado. O Bambusa gracilis é mais delicado e controlável. De porte pequeno, tem até dois metros de altura. O Bambu mosso está entre os mais caros por ser especialmente indicado para grandes vasos de interior ou em jardins orientais. Possui crescimento lento e chega a atingir até três metros de altura, com uma única haste grossa e tortuosa.

folhagens; bambu gigante

Já o bambu gigante (na foto acima) e o bandeira brasileira não podem ser controlados, uma vez estabelecido, o bambuzal irá crescer e nem mesmo o fogo pode matá-lo completamente. Por isso, aqui esta o segundo cuidado à se tomar com este tipo de folhagem: ao plantá-las, evite locais muito próximos a casas. Entre propriedades, pode se tornar incontrolável e, por produzir muita palha, devido às folhas que caem  naturalmente, forma-se uma camada de matéria morta no solo. Dependendo do local, este acúmulo pode se tornar um risco para incêndios, principalmente em tempos de seca.

Bambus são muito úteis à horticultura. Seus ramos podem escorar tomateiros, vagens, formar caramanchões, canalizar fluxos d’água e suas folhas são excelentes para proteger o solo.

Outra opção de folhagem para criar a sensação de fundo infinito é a estrela do Amazonas (Hemerocalis  amazonica). Esta linda planta, que aparece na foto abaixo, mede entre 50 cm a 1 mt de altura. Tem folhas largas, flexíveis e verdes. A estrela do Amazonas serve para preencher cantos sombrios do jardim. Uma a duas vezes ao ano, produz este pendão floral de cinco a seis flores brancas maravilhosas!

folhagens

A estrela do Amazonas gosta de solos ricos e profundos e se propaga por rizomas, fazendo com que a cada ano, nasçam novas mudas. Floresce muito bem em varandas semi-sombreadas e  canteiros profundos. Esta folhagem necessita de muito adubo para as folhas e flores. O uso de esterco e farinha de osso deve ser bimestral, suspendendo a utilização durante a floração. Mas atenção: a estrela do Amazonas não tolera climas frios.

Também é possível usar palmeiras. A Palmeira rhapis possui folhas palmadas verde escuras com cinco a sete folíolos (em forma de mãos) e múltiplos estipes (troncos), cobertos por uma fibra espessa e escura na inserção das folhas. A cada ano, produz novos indivíduos criando, com o passar do tempo, um espessa colônia, podendo durar até cinco anos cada uma.

folhagens palmeira

Muito valorizada para cultivo em interiores, esta folhagem adapta-se  perfeitamente em vasos e solos rasos e bem adubados, podendo formar uma pequena floresta de palmeiras em jardineiras de até 1 mt de profundidade. Não tolera muito bem podas em suas folhas, que por vezes parecem queimadas nas extremidades. Trata-se de uma planta de crescimento lento e controlado, que tolera temperaturas mais baixas, mas não o sol direto.

Para finalizar, o fórmio (Phormium tenax), logo mais abaixo, é uma folhagem originária da Nova Zelândia, mas que se adaptou muito bem ao Brasil. Existem aqui quatro variedades dela: a rubro, com folhas alaranjadas, a variegato, com folhas listradas de verde e amarelo, a verde e a anão. Possui longas folhas fibrosas, eretas em forma de lança, que pelo seu formtato natural, mantém distantes cães, gatos e pedestres.

Esta palmeira é muito útil em cercas de até 1 mt de altura e não requer muitos cuidados. Suas folhas fornecem fibras longas  e muito resistentes, que  servem para amarrar os frutos da colheita. Pode ser plantada em vasos de interior fornecendo uma bela folhagem de tamanho intermediário.

folhagens-colorir-horizonte-formio

 

Leia também:
Enfim, o outono chegou! 
Horta nas alturas como nos Jardins da Babilônia
Hora de sujar as mãos … ou não!
Sol e água na medida certa
Cada planta com seu torrão
Terra de muitos tons

Fotos: Wikimedia Commons e Liliana Allodi

Liliana Allodi

Geógrafa, paisagista, educadora ambiental e ilustradora científica. Começou a carreira em São Paulo como consultora paisagística. Durante 10 anos viveu no exterior (Austrália, Israel e USA) e neste último país, firmou suas habilidades para trabalhar com crianças. Atualmente dá aulas de horticultura para alunos do Ensino Fundamental, em Brasília. Também desenvolve projetos junto à Cia da Horta para centros de ensino, clubes e empresas.

2 comentários em “Folhagens para colorir o horizonte!

  • 13 de abril de 2019 em 12:58 PM
    Permalink

    Olá! gostei muito do artigo, estava procurando mais informação sobre uma planta que tenho a nos e encontrei aqui a Estrela do Amazonas, ajudou muito a conhecer melhor essa planta de folhagens tão linda

    Resposta

Deixe uma resposta