Flagrantes fotográficos surpreendentes revelam a beleza do mundo das aves

Flagrantes fotográficos surpreendentes revelam a beleza do mundo das aves

O poder da fotografia é incontestável. Não é preciso nada além dela para atrair a atenção do ser humano. Palavras deixam de ser necessárias. Tudo o que um bom fotógrafo precisa é estar posicionado no lugar e no momento certos para registrar imagens únicas.

Apesar de nem sempre isso ser fácil, especialmente na fotografia de natureza, alguns profissionais conseguem mostrar que persistência e paciência valem a pena.

É o caso, por exemplo, dos vencedores do Audubon Photography Awards 2019, concurso promovido pela organização não governamental dos Estados Unidos, que leva o mesmo nome, e que trabalha pela conservação de aves e seus habitas naquele país.  

Em sua 10ª edição, a competição recebeu mais de 2.500 mil inscrições, de fotógrafos profissionais e amadores.

A grande vencedora deste ano foi Kathrin Swoboda, com a imagem que abre este post. “Eu visito este parque perto de minha casa para fotografar melros nas manhãs frias, muitas vezes com o objetivo de capturar os “anéis de fumaça” que se formam a partir da respiração deles enquanto cantam”, contou a fotógrafa.

“Nesta ocasião, cheguei cedo em um dia gelado e ouvi o grito dos meiros. Este pássaro em particular era muito vociferante, cantando longa e fortemente. Consegui enquadrá-lo contra o fundo escuro da floresta, enquanto o sol se erguia sobre as árvores, iluminando o vapor”.

Já a incrível foto logo abaixo ganhou a Menção Honrosa Profissional. Ela foi feita no Parque Histórico Nacional da Ilha de  San Juan, em Friday Harbor, no estado de Washington. “Eu tinha passado o dia fotografando raposas e estava olhando para este filhote, correndo com sua presa, quando um grito inconfundível me fez olhar para cima. Então já começou a corrida  da águia atrás da raposa e da lebre”, revela Kevin Ebi.

“Eu esperava ter apenas uma fração de segundo para capturar o roubo; em vez disso, a águia pegou a raposa e o coelho, carregando ambos a 6 metros do chão. Depois de oito segundos, deixou cair a raposa, aparentemente ilesa, e voou para longe com o jantar roubado”.

Confira em seguida os vencedores das demais categorias:

Flagrantes fotográficos surpreendentes revelam a beleza do mundo das aves

Categoria Amador
Mariam Kamal
Dave & Dave’s Nature Park, Sarapiqui, Costa Rica

Categoria Jovem Fotógrafo
Sebastian Velasquez
Alaska SeaLife Center, Seward, Alaska

Flagrantes fotográficos surpreendentes revelam a beleza do mundo das aves

Categoria Profissional
Elizabeth Boehm
Pinedale, Wyoming

Flagrantes fotográficos surpreendentes revelam a beleza do mundo das aves

Categoria Plantas para Aves
Michael Schulte
San Diego, Califórnia

Flagrantes fotográficos surpreendentes revelam a beleza do mundo das aves

Categoria Ave Aquática
Ly Dang
Ilhas Saunders, Ilhas de Falkland

Categoria Menção Honrosa Amador
Melissa Rowell
Wakodahatchee Wetlands, Delray Beach, Flórida

Leia também:
Oito aves já foram extintas neste século, quatro delas são brasileiras
Guia revela a beleza e a diversidade de 120 aves da Amazônia matogrossense
Uma em cada oito aves do planeta está em risco de extinção
Aves da Floresta Atlântica ganham guia de bolso
Boas notícias para duas espécies de aves brasileiras na nova lista vermelha da IUCN
“Pássaros do Brasil e algumas histórias” convida crianças a conhecer nossas aves

Fotos: divulgação Audubon Photography Awards

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta