Filhote de ‘vira-lata’, caído do céu na Austrália, era na verdade, um dingo, espécie ameaçada de extinção

Filhote de 'vira-lata', achado na Austrália, era na verdade um dingo, espécie ameaçada de extinção

Esta é uma história inacreditável. Em agosto, uma família de Wandiligong, uma cidade rural da Austrália, estava em casa e de repente, ouviu o choro de um animal no jardim. Quando foram olhar, encontraram um filhote do que parecia ser um vira-lata ou talvez, uma raposa.

O cachorrinho, que estava sozinho, tinha um ferimento nas costas, então a família decidiu levá-lo ao veterinário.

No consultório, a principal suspeita foi de que a marca nas costas era de uma ave. Provavelmente, o filhote tinha sido pego por uma águia ou algum outro predador, e derrubado do ar. Todavia, essa não foi a única suspeita. O veterinário desconfiou que o vira-lata não era um vira-lata. E ele tinha razão.

Exames de DNA comprovaram que Wandi, esse foi o nome dado ao filhote, é um Canis dingo, uma espécie de cão selvagem nativa da região dos alpes australianos – os Victorian Highlands – , em risco de ser extinto no país. E o mais impressionante foi que se descobriu que o animal tinha um gene 100% puro, ou seja, não era fruto do cruzamento entre diferentes espécies.

Um dos motivos que justamente levou o dingo a ficar ameaçado de extinção foi o cruzamento desse animais com cães domésticos. Além disso, a caça e o desmatamento também provocaram a redução do número de indivíduos da espécie. O Canis dingo é um dos responsáveis por manter equilibrada a população de cangurus – que atualmente, está completamente desequilibrada, porque há uma superpopulação deles na Austrália (em 2010 eram 27 milhões e seis anos depois, 45 milhões).

Esperança para o futuro dos dingos

Além do dingo alpino, há duas outras subespécies – a do deserto e a dos trópicos.

Wandi foi levado para a Australian Dingo Foundation, um santuário para a preservação da espécie.

“Para nós, ele será uma companhia muito valiosa, dependendo de seu eventual desenvolvimento e da maneira como continua se dando bem com todo mundo no santuário”, diz Lyn Watson, diretora da fundação.

A ideia é que, no futuro, Wandi possa fazer parte dos machos reprodutores do local, e assim, aumentar as chances de sucesso do programa de reprodução em cativeiro.

Filhote de 'vira-lata', caído do céu na Austrália, era na verdade, um dingo, espécie ameaçada de extinção

Wandi, em seu novo lar, um santuário de dingos

A incrível história de Wandi encantou tanto os internautas que ele ganhou um perfil no Instagram. Por lá dá pra ver como ele já cresceu e também, contribuir em um crowdfunding para ajudar sua manutenção, porque a Australian Dingo Foundation é uma entidade sem fins lucrativos e por isso, conta com doações para poder realizar seu trabalho.

Leia também:
Coalas são declarados “extintos funcionalmente”: são tão poucos, que não têm mais papel no ecossistema
Pequeno roedor nativo da Grande Barreira de Corais, na Austrália, entra em extinção por causa das mudanças climáticas
Macaco de espécie raríssima, criticamente ameaçada de extinção, nasce em zoológico na Austrália
Para salvar pinguins-azuis da extinção, governo australiano desapropriou vilarejo e criou parque natural, que abriga maior colônia no mundo
A baleia branca mais famosa do mundo é avistada na costa da Austrália
Nove filhotes de ave em risco de extinção nascem, na Austrália, com a ajudinha de um espanador

Fotos: divulgação Australian Dingo Foundation

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta