Passeios autênticos no Rio de Janeiro: Favela Tour e Morro dos Cabritos

Morro dos Cabritos/Rio de Janeiro

No Cristo Redentor e no Pão de Açúcar, quase todo mundo já subiu. As imagens panorâmicas feitas do alto das duas mais clássicas atrações do Rio de Janeiro são figurinhas fáceis nos álbuns de viagens e nos catálogos de cartões-postais. Mas tem uma imagem que pouca gente clicou. De uma vista que pouca gente conhece. Do alto de um morro no qual pouca gente subiu: o Morro dos Cabritos!

O passeio dura meio dia e faz parte da campanha Passaporte Verde, que tem o objetivo de oferecer experiências mais autênticas nos destinos. Ele começa em Copacabana – no final da Rua Santa Clara, próxima à Estação Siqueira Campos do metrô. É ali que um morador da favela Tabajaras e Cabritos recebe você e começa a conduzir a aventura. Uma escadaria, caminhos tortuosos, ruazinhas estreitas e vielas vão mostrando, aos poucos, o interior da comunidade.

A partir dela, são mais 1h30 de subida ao Mirante do Urubu – um dos pontos altos, literalmente, de todo o roteiro, com impressionante vista para a Zona Sul do Rio e a cidade de Niterói. Na sequência, na visita ao Parque Natural Municipal José Guilherme Merquior, considerado Área de Proteção Ambiental, você dá de cara com a Mata Atlântica preservada.

É o ar fresco da trilha que dá fôlego para o restante da caminhada, que desde Copacabana leva cerca de 2h30. O ponto final é a Pedra do Maroca, mirante natural de onde você vai clicar as imagens que pouca gente conhece, a partir do morro que pouca gente subiu… Dali você enquadra a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Jardim Botânico, a Floresta da Tijuca e as Praias de Copacabana, Ipanema e Leblon. Simplesmente inesquecível.

Morro dos Cabritos/Rio de Janeiro

Passaporte Verde

A campanha Passaporte Verde nasceu em 2008 com o objetivo de oferecer roteiros originais aos viajantes – e para fazer com que a visita desses viajantes causasse impacto positivo nos destinos. O projeto é fruto de uma parceria do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) com os ministérios do Meio Ambiente e do Turismo do Brasil e o Ministério Francês do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Hoje, 12 estados brasileiros já são contemplados pelos roteiros – só na cidade do Rio são 21, resultado do trabalho em conjunto realizado pelo PNUMA e o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Veja aqui todos os roteiros do programa Passaporte Verde na cidade do Rio de Janeiro

Texto publicado originalmente no site da Garupa em 30/08/2016

Na Garupa

Viajar pode fazer mais. Por você e pelos lugares que visita. Este é o lema da Associação Garupa, Organização Social de Interesse Público (OSCIP) que trabalha com o turismo sustentável como ferramenta para promover distribuição de renda e preservação de riquezas naturais e culturais do Brasil. A Garupa atua no apoio a comunidades e iniciativas em três frentes: por meio de consultoria para campanhas de crowdfunding, da realização de Expedições Garupa ou da divulgação de experiências sustentáveis através do Guia do Brasil Autêntico.

Deixe uma resposta