Fantoche é usado para alimentar filhote de ave, em risco de extinção, abandonado pelos pais

Fantoche é usado para alimentar filhote de ave, em risco de extinção, abandonado pelos pais

O magpie verde de Java (Cissa thalassina) é uma das mais raras e ameaçadas aves do mundo. Da família dos corvos, ele é encontrado nas florestas montanhosas da ilha de Java, na Indonésia. Sua coloração verde forte vem de seus hábitos alimentares: livre na natureza, ele come insetos, sapos e lagartixas verdes, que possuem um pigmento amarelo chamado de luteína.

Considerado o mais belo corvo de todos, o magpie verde de Java está criticamente ameaçado de extinção. Estima-se que existam apenas 50 indivíduos soltos no meio ambiente selvagem e uma população praticamente do mesmo tamanho em cativeiro.

Mas há um mês um casal da espécie, que vive no Zoológico de Praga, na República Tcheca, jogou dois ovos para fora do ninho. Felizmente, os veterinários conseguiram salvar o filhote e estão cuidando dele.

Para alimentá-lo, entretanto, eles utilizam um fantoche. Na verdade, o importante é que o “boneco” tenha as cores vibrantes da mãe: o verde das penas, o preto no entorno dos olhos e o vermelho do bico. “Usamos a marionete para imitar um magpie adulto”, explicou Antonín Vaidl, responsável pelas aves do Prague Zoo.

O magpie verde de Java é uma das mais raras e ameaçadas aves do planeta

O trabalho realizado por zoológicos como este permite a reprodução de animais em cativeiro e no futuro, a reintrodução das espécies na natureza novamente.

Em 2015, seis pares da do magpie verde de Java foram levados da Indonésia para um centro de conservação na Inglaterra, em Chester, com o objetivo de salvá-los da extinção.

Fotos: divulgação Prague Zoo e Mike Prince/Creative Commons/Flickr

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta