Esculturas de animais feitas com material reciclável invadem Parque do Ibirapuera, em SP

Zoo Urbano: esculturas de animais feitas com materiais recicláveis invadem Parque do Ibirapuera, em SP

Polvos, peixes, ursos polares, tartaguras, corujas, gorilas, garças e borboletas vão deixar o mais famoso parque da capital paulista mais bonito e divertido durante o mês de outubro. As esculturas gigantes dos animais fazem parte da exposição Zoo Urbano, uma iniciativa internacional, que percorre diversas cidades do mundo, para falar sobre sustentabilidade e arte.

No total, são 22 esculturas feitas com resíduos urbanos, descartados pelos paulistanos. A forma de cada animal foi definida pelo artista criador da obra, mas também pessoas das comunidades, onde aquele material foi coletado.

A curadoria do Zoo Urbano do Parque do Ibirapuera foi feita por Burt Sun, artista multimídia americano, diretor criativo e consultor de várias organizações culturais nos Estados Unidos, entre elas, o American Repertory Theatre na Universidade de Harvard, Cooper Hewitt National Design Museum, Chicago Field Museum e o Centro Cultural em Cambridge, Massachusetts.

Para tornar o envolvimento do público na exposição mais interativo, o artista Tito Cunha produziu a escultura Borboleta Monarca, que é revestida com monitores e equipamentos para registrar fotos. Os visitantes que postarem as imagens feitas no Instagram, com a hashtag #EUNAMONARCA, aparecerão nas telas da escultura, durante todo o período de realização do Zoo Urbano.

esculturas-animais-feitas-reciclaveis-invadem-parque-ibirapuera-arvore-conexao-planeta

Outro destaque é a linda escultura Árvore da Vida, produzida por Alexandre Stefani, com arames reciclados

Na lista abaixo, você já conhece, em primeira mão, o nome dos demais artistas convidados para participar da mostra e suas obras:

Adriana Mattos – Dragão Mensageiro, confeccionado com ferros recuperados e guarda-chuvas coloridos;
Beto Carrazone – (re)Criação do Mundo, feita com tubos de PVC;
Claudinei Ribeiro – Urso Polar, confeccionado com ferros e tapete branco recuperado;
Didio Dufrayer – Jaula, feita com portões reutilizados;
Fabio Benetti – Polvo Polimérico, produzido com ferro;
João Di Souza – Peixe, confeccionado com guarda-chuvas coloridos;
Francisco Rosa – Simbiose Veado-Campeiro, produzido com arame reciclado e ninhos com sementes para atrair pássaros;
Helena Sardenberg – Condessa de Caxaná (lagarto), feito com prancha e garrafas pet recicladas;
Jaques Faing – Eye Dada (cobra), confeccionada com tambores reaproveitados, chaminés de pizzaria e latas vazias;
Juvenal Pereira – Robalo o Rio Doce, produzido com chapas de vidro recicladas e iluminação solar interna;
Leopoldo Martins – Jaguar Gourmet, feito com pratos e talheres reutilizados; Marjorie Yamaguti – Arac, produzida com bambus;
Olivia Lambiasi – Borboletas, confeccionada com recorte de 1000 borboletas em chapas de aço que formarão uma borboleta única;
Sonia Costa – Gorila Nanã, feito com garrafas pet;
Sylvia Soares – As Garças, produzida com ferros e caixas de leite reutilizados;
Tida Ricco – Tatú, confeccionado com papel machê e serragem e parte externa com notícias de mulheres de outros lugares do mundo;
Tito Cunha – Formigaranha, feito com pelas usadas em geral (chaminé e ar condicionado, por exemplo) e Borboleta Monarca Suvinil, confeccionada com latas de tinta, tambores e monitores;
Fabio Souza – Tartaruga, produzida com carcaça de fusca e lixos retirados de tartarugas recolhidas pelo TAMAR, e Foca, feita com resíduos plásticos recolhidos do parque do Ibirapuera;
Andréa, Renata e Inês (Coletivo Acupuntura Urbana) – Coruja Garatuja, feita com 1000 tubos de papelão e miolo de papel toalha;
Gina Elimelek – Ave Rara, produzida com restos do material de escolas de samba.

A ideia central por trás do Zoo Urbano é utilizar o espaço público para a conscientização da população sobre a importância da preservação do meio ambiente, o cuidado com os animais e a produção de lixo nas grandes cidades.

As esculturas ficam em exposição em São Paulo até 31/10 e depois estarão em Miami, nos Estados Unidos, em dezembro, e voltam ao Brasil, em janeiro, para a sede do projeto Tamar, em Ubatuba, no litoral paulista.

EXPOSIÇÃO ZOO URBANO
Data:
01 a 31/10
Horário: normal de funcionamento do parque
Local:
Parque do Ibirapuera – Portão 7
Endereço: Av. Pedro Alvares Cabral S/N, Ibirapuera, São Paulo
Entrada gratuita

esculturas-animais-feitas-reciclaveis-invadem-parque-ibirapuera-peixe-conexao-planeta

 Peixe feito com guarda-chuvas coloridos por João Di Souza 

esculturas-animais-feitas-reciclaveis-invadem-parque-ibirapuera-urso-conexao-planeta

A criação de Claudinei Ribeiro: o Urso Polar, produzido com ferros e restos de tapete 


Fotos: divulgação

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta