Em foco: o impacto do lixo sobre a vida selvagem

Em foco: o impacto do lixo sobre a vida selvagem

Eles estão lá, nos lugares mais improváveis possíveis. Bitucas de cigarro, garrafas plásticas, canudos, pneus, latas, embalagens de comida. O lixo que nós, seres humanos, descartamos sem cuidado algum e que invade o habitat de milhões de outros seres vivos. O problema ambiental que causamos é tão grande que já existem ilhas gigantes de resíduos plásticos boiando pelos oceanos do planeta.

Para mostrar o real impacto deste nosso descaso, o ambientalista, fotógrafo e apresentador de televisão inglês, Chris Packham, registrou imagens surpreendentes. E muito tristes. Nelas aparecem, por exemplo, uma lontra em meio a pneus, a ave morta entre latas e resíduos plásticos e um pássaro rodeado por garrafas vazias. Seriam belas, se não fossem trágicas (confira todas ao final deste post).

O trabalho faz parte de uma campanha promovida pela organização britânica Keep Britain Tidy (Mantenha o Reino Unido Limpo, em tradução livre) e teve apoio financeiro da rede de supermercados alemã Lidl. O objetivo da iniciativa é chamar a atenção dos jovens sobre este imenso transtorno ambiental e ainda, envolvê-los na campanha, conscientizando-os sobre o descarte correto de resíduos e a necessidade de conservação de parques e espaços verdes.

O lançamento da campanha, quando foram divulgadas as fotografias feitas por Packham, foi realizado no Royal Geographical Society, em Londres. Na ocasião, o ambientalista contou de uma experiência que nunca mais esqueceu, quando encontrou uma tartaruga-de-couro morta, espécie que pode viver mais de 100 anos. O animal tinha o estômago cheio de plástico.

Agora as fotos de Chris Packham vão ser leiloadas pelo eBay e o dinheiro arrecadado será doado à Keep Britain Tidy. A entidade desenvolve programas de educação ambiental junto à escolas, com o intuito de mostrar a importância da sustentabilidade e conservação da natureza para crianças e adolescentes.

Recentemente mostramos aqui no Conexão Planeta o vídeo da família Schurmann, os velejadores brasileiros que viajam pelo mundo. Eles estavam espantados com a quantidade de lixo que encontraram na ilha de West Fayu, no norte do Oceano Pacífico – um lugar muito distante da civilização e sem qualquer habitante.

No ano passado, pesquisadores da Inglaterra e Austrália afirmaram que até 2050, quase todas as aves marinhas terão plástico em seus organismos (leia matéria completa neste link).

Mas há tempo de mudar. A solução está em nossas mãos. Simples assim. Lugar de lixo é na lixeira. Faça parte desta mudança.

Confira abaixo as imagens impactantes do fotógrafo inglês Chris Packham:

fotos-lixo-meio-ambiente-3-800

fotos-lixo-meio-ambiente-6-800

fotos-lixo-meio-ambiente-4-800

fotos-lixo-meio-ambiente-7-800

fotos-lixo-meio-ambiente-8-800

fotos-lixo-meio-ambiente-800

fotos-lixo-meio-ambiente-2-800


Leia também:
Esculturas que entram de sola
Peixes fantasiados de lixo
Esculturas feitas de lixo: arte para salvar o mar

Fotos: Chris Packham/divulgação Keep Britain Tidy

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Em foco: o impacto do lixo sobre a vida selvagem

Deixe uma resposta