Em concurso, brasileiros podem nomear planeta e estrela que orbitam fora do Sistema Solar

A União Astronômica Internacional (IAU) anunciou um concurso para nomear exoplanetas, como são chamados os planetas que orbitam outras estrelas além do Sistema Solar.

O Brasil será o responsável por escolher um nome para o planeta que orbita a HD 23079 e também para essa estrela. Todos os brasileiros podem participar, sugerindo nomes que serão submetidos a votação popular. Escolas, clubes de astronomia, associações ou indivíduos podem concorrer, sejam astrônomos ou não.

Segundo as regras, os pares de nomes devem estar ligados à cultura indígena no território nacional, à cultura afrobrasileira ou à literatura brasileira, de forma a garantir que o resultado final represente o país.

A estrela HD 23079 fica a 109 anos-luz de distância, na constelação do Retículo e, embora não seja visível a olho nu, pode ser observada com um binóculo ou telescópio pequeno no hemisfério Sul. Trata-se de uma estrela quase igual ao Sol, apenas um pouco maior, mas com idade semelhante (cerca de 5 bilhões de anos).

O planeta, por outro lado, é um enorme gigante gasoso, com o dobro da massa de Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar. Ele completa uma volta ao redor da HD 23079 a cada dois anos terrestres e foi descoberto em 2001 por meio do sutil movimento da estrela causado pela atração gravitacional do planeta.

Para submeter as sugestões e conhecer as regras do concurso basta acessar o site NomeieExoMundos. A comissão organizadora receberá sugestões de pares de nomes para o sistema formado por estrela-planeta até 31 de agosto de 2019.

A comissão fará uma escolha prévia entre todos os nomes sugeridos, de modo a selecionar até 15 pares considerados de maior representatividade. A escolha será feita por votação interna entre os membros da comissão organizadora. Uma lista final de três pares de nomes, ranqueados por votação, será apresentada à IAU em dezembro.

Imagem: David Hardy/Astroart/Nomeie Exo Mundos/Divulgação

Um comentário em “Em concurso, brasileiros podem nomear planeta e estrela que orbitam fora do Sistema Solar

  • 11 de junho de 2019 em 2:17 PM
    Permalink

    Legal, nomear planeta e estrela como escolhemos o nome dos filhos destacando-os lá em cima e com isso, nos desprendermos um pouco da maracutaia dos políticos, da derrubada das florestas, devastação do Meio Ambiente, agrotóxicos rindo da gente quando comemos uma maçã ou deglutimos um tomate, essa psicopatia generalizada da mídia correndo na frente para esparramar o sangue das tragédias na nossa humilde sala e, em primeira mão repetir a desgraça da véspera, com novos verdugos e vítimas, de traições e traídos, de corruptos que roubam aposentados e degenerados que estupram criancinhas, exatamente igual a sempre. Viajar no silente e imaginário Cosmo sem a balbúrdia das guerras no Planeta, sons de metralha, tiros e sirene em um momento ternurinha de escolher qual o nome de um planeta e de uma estrela nos faz co partícipes do autor deles, que os criou mas nos permite o privilégio, confiando no bom gosto de mortais que, viverão menos tempo que o planeta e a estrela, mas os reconhecerão quando passarem por eles, durante “a viagem de cada qual”, livres como eles, sem bagagem, passaporte, chave, cartão e celular, a caminho do Céu, se o merecerem habitar.

    Resposta

Deixe uma resposta