Elétrica e brasileiríssima

vela bike bicicleta elétrica

Elas estão ganhando as ruas do mundo inteiro. E o motivo é óbvio. São uma ótima solução para enfrentar o problema da mobilidade urbana das grandes cidades, bem mais baratas que os carros, não poluem o ar, e ainda por cima, são um ótimo exercício físico. Já deu para adivinhar que estou falando das bicicletas.

E o mercado brasileiro acaba de ganhar uma bem-vinda e charmosa novidade: a Vela Bike. Esta não é a primeira bicicleta elétrica produzida no país, já existem outras empresas que fabricam modelos assim. Mas o Conexão Planeta gosta de divulgar iniciativas nacionais, que tenham como foco principal a sustentabilidade.

O projeto da Vela Bike nasceu quando o brasiliense Victor Hugo Cruz (hoje morador da capital paulista), que sempre andou de magrela, ainda estava na faculdade de engenharia mecânica. Foram necessários três anos de pesquisas, que envolveram muitos testes e cinco protótipos, para chegar ao modelo final.

Para viabilizar o projeto, a empresa conseguiu R$ 200 mil com pré-vendas das bicicletas em sites de financiamento coletivo brasileiros e internacionais. “Tivemos encomendas de 60 bicicletas no exterior e 70 aqui no Brasil”, conta Victor Hugo.

O resultado, que já está à venda, é uma bicicleta elétrica com bateria removível de íons de lítio, autonomia para 30 km e que atinge até 25 km/h. A recarga completa da bateria necessita de cerca de 3 horas e pode ser feita em qualquer tomada.

Para resistir às mudanças do tempo – sol, chuva e vento, a bateria fica protegida no interior de uma estrutura à prova d’água, assim como todos os componentes eletrônicos – conectores, cabos e circuitos. A Vela Bike tem ainda faróis LED interligados com a bateria, entrada USB para recarga de celular e sistema de segurança com alarme.

“Achamos que um modelo elétrico, que oferece mais conforto ao ciclista, é um ponto importante para a migração do carro para a bicicleta”, acredita Victor Hugo. Para ele, as pessoas não terão mais a desculpa que vão chegar suadas ao trabalho depois de pedalar.

Para acionar o sistema elétrico, o ciclista precisa somente pressionar um sensor no pedal. Diferentemente de outros modelos comercializados no mercado, em que uma bicicleta normal é adaptada para ser elétrica, a Vela Bike já nasceu elétrica. Para isso, Victor Hugo desenvolveu peças, motor e design.

A bicicleta é vendida sob encomenda, já que pode ser customizada. O valor atual é de R$ 4.390,00. Mas Victor Hugo revela que a expectativa é que com o passar do tempo, se torne mais acessível. Tanto bateria de lítio como motor são os componentes mais caros, mais ano a ano, têm tido seus custos reduzidos.

Aos 26 anos, este empreendedor brasileiro é um dos principais garotos propaganda da marca que criou. Apesar de ter um carro, que segundo ele, só sai da garagem a cada duas semanas, continua pedalando sua bike por São Paulo. Esperamos que mais pessoas sigam seu exemplo!

Confira abaixo o vídeo que mostra a reação das pessoas ao experimentar a sensação de pedalar uma bicicleta elétrica:

 

Leia também:
Cidades em escala humana: uma ópera e um filme didáticos
Bicicleta vence Desafio Intermodal 2015 em São Paulo

Foto: divulgação Vela Bike

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta