Doutores da Alegria abre inscrições para curso gratuito de formação de palhaço

Quem já não ouviu falar nos Doutores da Alegria? Este grupo fantástico, criado por Wellington Nogueira, em 1991, já levou muitas risadas e sorrisos para milhões de crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde.

Até o próximo dia 27 de janeiro, o Doutores da Alegria está com inscrições abertas e – gratuitas – para o Curso de Formação Básica do Palhaço. O curso é destinado para artistas profissionais com DRT (registro profissional) e estudantes de Artes Cênicas (teatro, circo, dança ou música – nível técnico  ou superior), estudando há pelo menos um ano, que buscam formação na linguagem do palhaço. É preciso ser maior de 18 anos.

São apenas 25 vagas! Os interessados devem enviar breve currículo, foto 3×4 e uma carta de interesse pessoalmente (de segunda a sexta, das 9h às 18h) ou pelo correio (até 24 de janeiro) para a sede da organização (Rua Alves Guimarães, 73 – Pinheiros – São Paulo – CEP 05410-000), onde também acontecerão as aulas.

Os pré-selecionados serão divulgados no site da organização em 3 de fevereiro e passarão por uma segunda etapa, que consiste em oficinas de jogo e entrevista.

O resultado final da seleção será conhecido em 23 de fevereiro, também pela página do Doutores da Alegria. As aulas terão início em 6 de março e vão até 30 de junho. A carga horária será de 200 horas com atividades fora da sala de aula, como criação de cenas, elaboração de relatórios e presença em espetáculos, filmes e palestras.

É importante ressaltar que o curso não forma profissionais para o elenco dos Doutores da Alegria e também não se destina à formação voltada para atuação em hospitais.

Organização da sociedade civil sem fins lucrativos, o grupo utiliza a arte do palhaço para intervir junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos e ambientes adversos.

Para os Doutores da Alegria, a arte é “uma das necessidades básicas para o desenvolvimento digno do ser humano, assim como alimentação, saúde, moradia e educação”. O trabalho realizado nos hospitais é gratuito e mantido por doações de empresas e de pessoas físicas.

Foto: divulgação Doutores da Alegria

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta