Direitos humanos no Brasil: #NãoTáTranquiloNãoTáFavorável

Direitos humanos no Brasil: #NãoTáTranquiloNãoTáFavorável

Temos que encarar os fatos: estamos retrocedendo. Andando para trás. Os números não nos deixam mentir. Mulheres têm salários 30% menor do que os homens. Em 2014, o genocídio indígena aumentou 130%. A cada hora, um gay sofre violência no Brasil. A intolerância e o ódio se disseminam – impunes – nas redes sociais. Racismo, homofobia e machismo ainda são aceitos em muitos locais.

Para estimular a sociedade a se engajar no ativismo contra estas barbaridades e lutar ativamente pelos direitos dos brasileiros, o Fundo Brasil de Direitos Humanos lançou a campanha #NãoTáTranquiloNãoTáFavorável. A ideia é incentivar as pessoas a apoiar ideias transformadoras e lideranças coletivas que trabalham pelos direitos humanos.

De norte a sul do país, o Fundo Brasil está ao lado de projetos que realmente fazem a diferença em comunidades locais, mudando a vida de minorias e pessoas excluídas da sociedade. Em um mapa no site da entidade, você consegue visualizar a iniciativa que está mais perto de onde você mora. Clique lá e veja como você pode ajudar!

Além disso, a campanha #NãoTáTranquiloNãoTáFavorável convida a todos a compartilhar esta mensagem nas redes sociais, assim como a atriz Letícia Sabatella, que recentemente foi hostilizada nas ruas de Curitiba porque manifestantes eram contra sua posição política. Ativista desde sempre, Letícia disse à Revista Época que é ainda pior “o que está acontecendo com os índios, os sem-terra, há tantas outras segregações”.

Para participar nas redes sociais deste movimento pelos direitos humanos no Brasil, é fácil! Acesse agora a página da campanha aqui e daí é só escolher uma causa – Sim ao fim da homofobia; Sim aos direitos dos povos indígenas; Sim à igualdade de gênero; Sim ao fim do racismo (e há outras opções também) – imprimir o cartaz na sua casa, tirar uma foto com ele e enviar ao mural do “Digo SIM pelos Direitos Humanos”. Sua foto vai ser compartilhada no site e você pode ainda publicar nas redes sociais e convidar seus amigos a fazer o mesmo!

Participe! Porque #NãoTáTranquiloNãoTáFavorável!


Foto: divulgação #NãoTáTranquiloNãoTáFavorável

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta