‘Desafio Água e Sabão’: campanha incentiva montagem de kits de higiene rápida para moradores de rua

Assim que recebeu o convite do artivista Mundano, pelo Instagram, o músico João Gordo aderiu à esta campanha muito bacana para ajudar a proteger os moradores de rua da contaminação por coronavírus e a conter sua transmissão nas cidades. Mundano a batizou de Desafio Água e Sabão e a lançou ontem, 23/3, nas redes sociais, convidando todos os seus seguidores a participarem, em seu bairro.

Trata-se de espalhar em pontos estratégicos da cidade kits básicos de higiene para essa população tão vulnerável, que não pode se isolar, nem tem acesso à água e sabão. O kit pode ser oferecido diretamente ou pendurado em muros, grades ou postes “na sua rua”, com orientações sobre como utilizá-lo.

“É um kit de água e sabão que qualquer um pode fazer com materiais disponíveis em casa – garrafas plásticas, água, detergente, barbante e papelão -, que custam menos de 1 real e levam menos de dois minutos pra montar”, ressalta Mundano.

A campanha foi lançada por ele em seus perfis no Instagram e no Facebook, nos quais explica sua proposta e está viralizando com a hashtag #desafioaguaesabao. Inúmeras pessoas já divulgaram seus kits nas redes sociais, como João Gordo.

No final deste texto, reproduzo o post do Mundano no Instagram no qual ele ensina a montar o kit. Mas sua ideia é que todos marquem, ali no post, pelo menos, três amigos, para que se crie uma rede de solidariedade potente.

“Desafio vocês todxs a se engajarem nessa corrente positiva pra levar água e sabão ao maior número de pessoas que estão vulneráveis! E vocês ja podem começar agora mesmo marcando três amigues nos comentários, que já tenham demonstrado sintomas da solidariedade neste tempo de coronavírus. Assim mais pessoas se engajam nessa corrente do bem!”, convida o artivista. E completa:

“Quem tiver o privilégio, como eu, de ter um tempinho, água e detergente em casa , faça o kit e, quando for necessário sair de casa, leve o seu. Doe ou instale em um ponto estratégico”.

Mundano sabe, é claro, que “esta corrente não é solução pro coronavírus e não vai salvar o mundo, mas ela ajuda a previnir que pessoas que moram nas ruas se contaminem. O importante é que, juntos, estamos fazendo com que mais pessoas tenham acesso ao mínimo do mínimo em tempos de pandemia. Cada gesto conta!”.

Ações pelos catadores de materiais recicláveis

Pra quem não sabe, Mundano é o idealizador do Pimp My Carroça (siga seu Instagram), movimento que apoia os catadores de materiais recicláveis, e do premiado aplicativo Cataki (siga seu Instagram), que conecta quem quer destinar corretamente esses materiais com os catadores, que ele chama de “verdadeiros agentes ambientais” das cidades. Assim que foi lançado, o aplicativo ganhou o apelido carinhoso de Tinder da Reciclagem.

Em seu perfil no Instagram, ele se diz “plantador de cactos e de resistência”. Mundano é um cara que vale muito acompanhar e apoiar sempre – muito ativo nas redes sociais -, pois suas ações são sempre voltadas para as pessoas que não têm acesso às “benesses” do capitalismo, mas precisam sobreviver com dignidade. Talvez você não tenha parado para pensar nisso, mas algumas delas – como os catadores – são bastante responsáveis pela qualidade de vida nas grandes cidades já que desempenham funções que os governos são incapazes por incompetência, falta de estrutura ou de visão.

Neste momento de pandemia do coronavírus, ele declarou sua preocupação com os catadores, que dependem da coleta desses materiais para sobreviver. “Um dia sem coleta é um dia sem comida na mesa”, contou em um grupo no Whatsapp do qual faço parte.

Reparem que, no texto que acompanha o vídeo desta campanha dos kits, ele conta que esse é o primeiro post em que expõe seu rosto. Sim, não é comum ele aparecer com o rosto descoberto em suas ações já que está sempre lidando com tintas fortes e tóxicas. E destacou que está usando a camiseta com o novo logotipo do aplicativo Cataki, “que será uma ferramenta muito importante pra a retomada econômica dos catadores e catadoras de materiais recicláveis”.

Ele conta que, agora, seguindo as orientações dos órgãos de saúde, os catadores não podem recolher as doações desses materiais para sua segurança e da população. Por isso, está dedicado a levantar recursos pra que eles possam “ficar em casa e serem remunerados, mas também os que vivem em situação de rua que as prefeituras precisam abrigar”. Vou falar disso em outro post.

Agora, assista ao vídeo que ensina a fazer o kit básico de higiene, no Instagram:

View this post on Instagram

Faça um #kitaguaesabao com materiais disponíveis em casa e que custam menos de 1 real e que leva menos de 2 minutos pra montar. Viu como é facil ? Ainda vale sinalizar cada uma das garrafinhas como Água e sabão 🧼 💚💦 Desafio os amigos @jgordo , @ @vivi.torrico e @reveracidade a fazerem o mesmo. #desafioaguaesabao E desafio vocês todxs a se engajarem nessa corrente positiva pra levar água e sabão ao maior numero de pessoas que estão vulneráveis! Vocês ja podem comecar agora mesmo marcando 3 amigues nos comentários que ja tenham mostrados os “sintomas da solidariedade” com você nesse tempo de #coronavirus. Assim mais pessoas se engajam nessa corrente do bem . E quem tiver ai com o privilegio como eu, de ter um tempinho, agua e detergente em casa , façam o kit e quando for necessário sair de casa leve o seu. Doe ou instale em um ponto estratégico. Cada gesto conta ! 🧼💦👐🏻🧼💦👐🏽🧼💦👐🏿 🧼💦 Curiosidades: esse foi o primeiro vídeo desse tipo que fiz e que mostro a cara. E to usando a camiseta com o novo logo @catakiapp , que será uma ferramenta muito importante pra essa retomada econômica junto aos catadores e catadoras de materiais recicláveis . Mais notícias em breve . E nesse momento o @pimpmycarroca seguindo orientações de órgãos competentes estamos infelizmente orientando a não doar os materiais recicláveis por seguros deles e de todos nós e tamos focando em levantar recursos pra que fiquem em casa renumerados, mesmo os que estão em situação de rua que as prefeituras precisam abrigar. 🌱 Observações: em posts anteriores mostro kits instalados pra inspirar e deixo claro que essa corrente não é solução pro Coronavirus e não vai salvar o mundo, mas ela ajuda previnir que pessoas que moram nas ruas se contaminem . o importante é que juntos estamos tentando que mais pessoas tenham acesso ao mínimo do mínimo em tempos de pandemia . Cada gesto conta ! Faça o seu kit , tá desafiado! #covid19brasil #kitbasico #aguaesabao

A post shared by MUNDANO (@mundano_sp) on

Fotos: Reprodução do Instagram de Mundano

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta