“Da Indonésia à Amazônia”: exposição com fotos das expedições de Jean-Michel Cousteau em SP até agosto

“Da Indonésia à Amazônia”: exposição com fotos das expedições de Jen-Michel Cousteau chega a São Paulo

Definitivamente a paixão pelos oceanos e pela preservação da natureza corre no sangue da família. O sobrenome francês Cousteau ficou conhecido no mundo inteiro, primeiramente, através do explorador, ecologista e documentarista Jacques-Yves Cousteau, que no século passado, cruzou os mares do planeta e registrou as maravilhas das profundezas.

Após sua morte, em 1997, seu legado foi continuado pelo filho e pelos netos. Ativista e explorador, assim como o pai, Jean-Michel, hoje com 81 anos, é fundador da Ocean Futures Society, criada para levar adiante o trabalho pioneiro do patriarca da família.

A partir de amanhã, 4 de junho, os paulistanos e quem visitar a capital paulista, até o começo de agosto, poderão visitar a exposição Da Indonésia à Amazônia, com 60 fotografias da vida marinha de países como Fiji, Papua-Nova Guiné, Nova Zelândia, Bahamas, Brasil, dentre outros.

Com entrada gratuita, a mostra no Centro Cultural Fiesp, na Avenida Paulista, apresenta imagens que são fruto do trabalho de três fotógrafos – Richard Murphy, Carrie Vonderhaar e Holly Lohuis*, que participaram das expedições promovidas pela Ocean Futures Society ao longo dos últimos anos.

Água-viva no Caribe

Dividida em seis capítulos: Gigantes do Oceano, Florestas do Mar, Sem Ossos, Hábitos Marinhos, Camuflagem & Sexto Sentido e Amazônia, a exposição revela detalhes da incrível beleza e diversidade da vida nos oceanos. São flagrantes de baleias, golfinhos, manatis, polvos, tubarões, tartarugas, lontras, moluscos e tantos outros animais conhecidos – e desconhecidos – que habitam os mares do planeta.

Anêmona em Papua-Nova Guiné

O objetivo da exposição, segundo Cousteau, é sensibilizar as pessoas sobre a importância de proteger os oceanos, assim como todo tipo de vida que abrigam.

“Os recursos naturais são vitais para as futuras gerações e a contribuição dos oceanos é fundamental para a manutenção do equilíbrio no planeta”, ressalta.  

Da Indonésia à Amazônia teve curadoria Leda Bozaciyan, João Kulcsár e do próprio fundador da Ocean Futures Society.

Indonésia à Amazônia Expedições de Jean-Michel Cousteau

Data: 4 de junho a 4 de agosto de 2019
Horários:
terça a sábado, das 10h às 22h; domingos, das 10h
Local: Galeria de Fotos do Centro Cultural Fiesp
Endereço:
Avenida Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon-Masp do metrô
Entrada grátis
Agendamentos escolares e de grupos: [email protected]
Mais informações neste link

*Sobre os fotógrafos

RICHARD MURPHY
Diretor de Ciência e Educação da Ocean Futures Society e Ph.D. em Ecologia Marinha pela University of Southern California, o Dr. Richard Murphy trabalha com Jacques e Jean-Michel Cousteau desde 1968. Atua como cientista-chefe, fotógrafo, escritor, educador e diretor de projetos, e cria programas educativos para jovens em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Seu livro Coral Reefs: Cities Under the Sea (Recifes de Coral: Cidades sob o Mar) traz uma visão única sobre como o exemplo do funcionamento dos recifes de coral podem ajudar a tornar as comunidades humanas mais sustentáveis.

CARRIE VONDERHAAR
Fotógrafa conhecida por seus insights para captar imagens envolventes de vida selvagem e temas ligados à conservação ambiental. Vem fotografando sob a água e em terra na posição de fotógrafa-chefe de expedições para a Ocean Futures Society pelos últimos 12 anos; suas fotografias têm ocupado as capas de diversas revistas, jornais e o premiado livro America’s Underwater Treasures. Seus trabalhos são exibidos ao redor do mundo, incluindo uma exposição solo de fotos da Expedição da Amazônia idealizada e realizada pela Ocean Futures Society do Brasil em parceria com a Fundação do Príncipe Albert II na Gallerie des Pêcheurs em Mônaco. A serviço da OFS, Carrie já viveu em aldeias remotas da Amazônia, ajudou no resgate de uma orca na Nova Zelândia, viajou de helicóptero, avião anfíbio, canoa, tudo para conseguir uma foto. Atualmente as fotografias de Carrie são representadas com exclusividade pela National Geographic.

HOLLY LOHUIS
Bióloga marinha com graduação na Universidade da Califórnia, em Santa Barbara, tem mergulhado ao redor do mundo com Jean-Michel Cousteau por mais de 15 anos. Integrante-chave das expedições, Holly atua como elo entre a equipe e pesquisadores, responsável por checar os fatos para o conteúdo dos documentários da Ocean Futures Society. Também realiza atividades de educação ambiental com crianças e adultos destacando as maravilhas e a fragilidade dos ambientes aquáticos e a importância de protegê-los para as gerações futuras.

Fotos: Carrie Vonderhaar (abertura – tartaruga) e demais Richard Murphy

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta