Concurso fotográfico #MeninasPoderosas promove direitos e empoderamento de meninas e adolescentes

Concurso fotográfico #MeninasPoderosas promove direitos e empoderamento de meninas e adolescentes

37,7% das meninas brasileiras acham que, na prática, meninas e meninos não têm os mesmos direitos. Uma em cada 5 conhece outra menina que já sofreu violência. Os números foram revelados pela pesquisa “Por Ser Menina no Brasil – Crescendo entre Direitos e Violências”*, realizada pela organização Plan Internacional Brasil, que trabalha pelo empoderamento e direitos de meninas e adolescentes, não só aqui no país, como no mundo todo.

Como parte da campanha global “Por Ser Menina”, a entidade lançou o 5º Concurso Fotográfico #MeninasPoderosas, em parceria com a Agência Espanhola de Notícias EFE.

As imagens devem refletir a realidade diária de meninas e evocar valores e princípios relacionados com suas liberdades fundamentais e seu empoderamento. As fotografias só podem ser feitas nos países da América Latina onde a Plan Internacional está presente: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Nicaragua, Panamá, Paraguai, Peru e República Dominicana.

O concurso é dividido em três categorias: Profissional; Aberta, em que podem participar pessoas não profissionais e amantes da fotografia, que não colaborem com veículos de comunicação e tenham 18 anos completos em 25/08/2016 e Pequenos Grandes Fotógrafos, para meninos e meninas menores de 18 anos.

Os interessados em concorrer tem até 25/08 para enviar seus trabalhos. As fotografias podem ser mandadas por correio ou para o e-mail  concurso@porsernina2016.org .

Os vencedores de cada categoria receberão prêmio em dinheiro e terão sua fotografia exibida nas redes sociais da Plan International e em exposições no país.

No mundo, as meninas enfrentam uma dupla discriminaçãopor sexo e idade. Por esta razão, em muitas culturas, elas são colocadas na parte inferior da escala social, o que só piora ainda mais o círculo da pobreza e da falta de acesso à educação.

A Plan International acredita que o investimento nas meninas e mulheres jovens possui um enorme efeito favorável no sentido de aliviar a pobreza para todos, não só para as meninas, mas também para suas famílias, comunidades e países inteiros. Todos obtêm benefícios, inclusive meninos e homens.

A organização tem vários projetos sendo realizados no Brasil. Se você quer conhecer mais o trabalho da entidade, acesse aqui a página da Plan International e confira os programas bacanas deles. É possível ajudar a instituição também através de doações.

Assista abaixo um vídeo de divulgação da Plan International Brasil:

* Você pode ler a pesquisa completa “Por Ser Menina no Brasil – Crescendo entre Direitos e Violências” neste link

Leia também:
Blog Mulheres pelo Mundo
#ViajoSozinha: pelo fim da violência, discriminação e desrespeito às mulheres
O que você quer no Dia Internacional da Mulher?
Vidas refugiadas: exposição fotográfica retrata cotidiano de mulheres de diversas nacionalidades

Foto: Juan Manuel Baialardo/divulgação Plan International

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta