Como é viver em uma ecovila?

como-e-viver-em-ecovila-giuliana-capello-800x445
Construir a própria moradia em meio ao verde, produzir o próprio sustento, sem nenhum (ou quase) impacto e compartilhar saberes e produções com vizinhos e amigos. Em resumo, viver de um jeito mais simples, no ritmo da natureza e em paz com você e os outros.

giu-capello-retrato-200x250Este é um resumo (muito resumido) sobre como se pode viver em uma ecovila. Mas claro que não chega aos pés das histórias lindas que a jornalista ambiental Giuliana Capello conta em seu blog Gaiatos e Gaianos (aqui no Conexão) e, mais recentemente, em encontros esporádicos que promove em sua casa, na Ecovila Clareando, em Piracaia.

O último deste ano acontecerá no próximo dia 14/11 e será “um bate-papo informal, para quem tem vontade de conhecer mais sobre essas comunidades, ouvir histórias sobre como deixar a vida “normal, dentro da caixinha, e se aventurar por um caminho desconhecido, cheio de incertezas e, ao mesmo tempo, libertador e repleto de descobertas que mudam para sempre a nossa vida”, explica Giuliana. E convida: “Venha para a roda!”.

Na pauta dessa roda de conversa, princípios e práticas das ecovilas e como criar uma comunidade com base neles, como construir com menos impactos socioambientais, o que é simplicidade voluntária, o que é economia criativa e novos rumos possíveis em direção a uma vida mais sustentável, livre, significativa e prazerosa.

Ficou interessada(o)? Anote as informações:
– Quando: 14/11, sábado, das 9h30 às 17h
– Como: Com café de boas vindas, almoço vegetariano e chá da tarde.
– Onde: Morada da Semente – Ecovila Clareando, Piracaia, a 90 km de São Paulo.
Inscrições: podem ser feitas pelo telefone 95317-9287 ou por e-mail: giuliana.capello@gmail.com

Mais sobre Giuliana

Além de jornalista, ela é escritora (autora do livro Meio Ambiente e Ecovilas, pela Editora Senac), adepta da permacultura, praticante de yoga e pianista. Em busca de alternativas para uma rotina mais sustentável (e mais prazerosa também), trocou a metrópole por uma ecovila rural, a 100 km de São Paulo, na cidade de Piracaia. A morada foi erguida artesanalmente, com técnicas de bioconstrução e princípios que adota em seu cotidiano: simplicidade voluntária, slow life, conexão com a natureza e consumo responsável. Acredita que uma vida mais simples é, na verdade, mais rica, livre, leve e bela.

Foto: Ecovila Clareando/Divulgação

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Um comentário em “Como é viver em uma ecovila?

Deixe uma resposta