Como é ser pai e dividir as responsabilidades na criação e cuidado dos filhos?

Como é ser pai e dividir as responsabilidades na criação e cuidado dos filhos?

É esta a pergunta que a Embaixada da Suécia, em parceria com a ONU Mulheres, através da iniciativa #ElesPorElas, está convidando pais brasileiros a responder. Para isso, eles devem contar sua história e enviar uma imagem que defina a relação com seu filho ou filha.

O objetivo do concurso “Pais Brasileiros”, que selecionará fotos e textos de pais que compartilham ou assumem sozinhos a responsabilidade pelo cuidado da família no Brasil, é provocar uma importante e necessária discussão sobre a paternidade.

Culturalmente, em nosso país, a responsabilidade do cuidado com os filhos sempre foi atribuída às mulheres. Mas já passou da hora de mudarmos este conceito. Para termos uma sociedade mais justa e uma geração de crianças que pensem de forma diferente, é necessário haver uma divisão igualitária das tarefas do lar e da educação dos filhos.

A inspiração para o concurso veio do premiado projeto Swedish Dads, do fotógrafo Johan Bävman. Ao fazer a pergunta “O que significa ser pai?”, ele retratou a vida de pais que decidiram realmente assumir o papel da paternidade.

Na Suécia, não há licença “maternidade”, mas a “parental”, ou seja, pais e mães têm direito a tirar 480 dias de licença remunerada após o nascimento do bebê. Cada um deles pode se ausentar do trabalho por 90 dias, e o restante do tempo, dividir como quiser. A lei tem como intuito promover a equidade de gêneros. Segundo Bävman, há ainda um bônus adicional concedido quando a licença é retirada de forma igual por pai e mãe, mas somente 14% dos pais suecos escolhem esta opção.

O engenheiro sueco Urban North tirou dez meses de licença parternidade

Para participar do concurso “Pais Brasileiros”, é preciso explicar com 150 palavras o que significa ser pai e a relação entre você e seus filhos/as (de até 12 anos). O texto deve ser enviado junto com a foto, em alta resolução, para o e-mail ambassaden.brasilia@gov.se. Escrever “Pais Brasileiros” como assunto da mensagem.

O prazo final para o envio de fotos e textos é no dia 31 de agosto! Mais informações e detalhes estão disponíveis neste site.

Um júri selecionará as dez melhores imagens e textos, que farão parte de um livreto para completar a exposição fotográfica ”Pais Suecos”, que será apresentada em diferentes cidades brasileiras.

Participe também da iniciativa publicando sua foto no Facebook e/ou Instagram usando o tag #PaisBrasileiros, fazendo referência à Embaixada da Suécia (@SwedeninBrazil) e à iniciativa #ElesPorElas no seu post.

Esta é a segunda vez que o professor Jonas Jarl se afasta do trabalho
para cuidar de um filho

 

Fotos: domínio público/pixabay (abertura) e demais Johan Bävman

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta