Ciranda de Filmes questiona público sobre o que dá sentido à vida


Em sua quarta edição, a Ciranda de Filmes deste ano – que acontecerá de 25 a 28 de maio, no Espaço Itaú de Cinema/Augusta, em São Paulo – quer provocar reflexões sobre o alimento que dá sentido à vida, seja ele qual for: a comida, a poesia, a imagem… Afinal, o que te Nutre?

Assim, com base no tripé cinema de qualidade, infância e educação, debate sobre corpo/razão/emoção e destaca, em sua programação, ‘Poesia sem Fim’, longa do chileno Alejandro Jodorowski (trailler no final do texto) exibido na Mostra Internacional de Cinema, ‘Fonte da Juventude’ (trailler no final do texto), de Estevão Ciavatta, além de curtas de Jacques Tati (restaurados).

Em 24/5, a pré-estreia do documentário ‘Nunca Me Sonharam’ (trailler no final do texto), que fala dos sonhos de jovens brasileiros em relação à educação e à vida, abre o evento (com a presença do diretor Cacau Rhoden, de educadores e alunos que fizeram parte do projeto), logo depois do sarau de poesia ‘Slam’, com curadoria de Roberta Estrela d’Alva e apresentação de Eugenio Lima, ambos do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos.

Além da exibição de curtas e longas metragens de vários formatos e gêneros – que incluem sessões especiais seguidas de rodas de conversa com pensadores, educadores, artistas e cineastas, como é o caso de ‘Era o Hotel Cambridge’, de Eliane Caffé –, o evento terá vivências lúdicas e oficinas.

Filmes daqui e de lá e homenagem ao mestre Naná

Brasileiros e estrangeiros Eles estão classificados em seções como Inéditos, Resgate, ComKids, Humor à Mesa, Carta Branca e Homenagem. 

Além dos já citados acima, entre os brasileiros estão: os longas ‘Acabou a Paz! Isto aqui Vai Virar o Chile’ (sobre as escolas ocupadas em São Paulo), de Carlos Pronzato, e ‘Territórios do Brincar’, de Renata Meirelles e David Reeks, e os curtas ‘Verdade Passageira’, de Juliana Borges, Pedro Gorski e Roberto Vilela, ‘Waapa’, de Paula Junqueira, Renata Meirelles e David Reeks. Entre os estrangeiros: ‘Les Oiseaux De Passage’, de Olivier Ringer; o turco ‘Rauf’, de SonerCaner e BarisKaya, a animação canadense ‘Window Horses’, de Ann Marie Fleming, ‘A Bike A Ride’, de Bernard Attal e ‘El Origem de La Abundancia’, de Juan Gabriel Soler Alarcón.

E, ainda, duas homenagens ao percussionista Naná Vasconcellos, falecido no ano passado: ‘Diário de Naná’, longa de Paschoal Samora, e ‘Língua Mãe’, de Fernando Weller e Leo Falcão; e seleção de curtas dos mestres do riso como Charles Chaplin, Buster Keaton e Jacques Tati.

Papo da cabeça e do coração

Três bate papos serão realizados durante a mostra e contemplam áreas como Humanidades (em 25/5, Sonia Hirsch e Reinaldo Nascimento, com mediação de André Gravatá), Poéticas (em 26/5, Beh Beli, Christiane Paoli Quito e Eliane Caffé, com mediação de Ana Paula Sousa) e Subjetividades (em 27/5, com Christian Dunker, Fátima Caldas, Kika Melham e Mariana David).

Preparar pão, bordar e meditar

São duas vivências – preparação artesanal de pão com Vania Catão (Quintal da Aurélia) e bordados com o Grupo Matizes Dumont.

A vivência que será experimentada por todos os participantes ao longo da mostra será de meditação ou Mindfulnesse. Idealizada por Regina Migliori (MindEduca), será realizada numa tenda acolhedora e interativa. Para participar, basta colocar um dos fones no ouvido e seguir as orientações do áudio. Atitude Mindfulness significa nutrir na prática

A Ciranda de Filmes tem curadoria da cineasta Fernanda Heinz Figueiredo e Patrícia Durães (Grupo Espaço de Cinema), com parceria institucional do Instituto Alana e apoio do circuito Itaú de cinemas e Aiuê Produtora de Conteúdo.

Agora, assista à vinheta produzida para a quarta edição da Ciranda de Filmes, além dos traillers de Poesia Sem Fim e Nunca Me Sonharam, e o primeiro episódio de Fonte da Juventude.

Foto: Divulgação

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Deixe uma resposta