Chips de couve: crocante, salgadinha e saudável

chips de couve

Existem momentos que queremos mordiscar algo entre as refeições ou vendo um filminho, até mesmo, para oferecer como petisco entre amigos. Isto não é sinônimo de atacar imediatamente produtos cheios de conservantes e outros componentes que não nos fazem nada bem.

Que tal maravilhar-se com a chips de couve, que além de saudável, é gostosa e agrada aos olhos e ao estômago?

A couve contém vitaminas A, C, K, B1, B2, B3, B6, manganês, cálcio, cobre, potássio, magnésio, ferro, fósforo, fibras alimentares e proteínas. Uau, é um superalimento capaz de desintoxicar o organismo e dar sensação de saciedade. E sabe o mais legal: com pouquíssimas calorias!

Outra dica interessante é utilizar na preparação o sal rosa do Himalaia. Não precisa ter arrepios só de ouvir a palavra SAL, este é um sal diferenciado. Por ser extraído de uma região que não recebeu poluição e se degradou com o passar do tempo, ele mantem cerca de 84 minerais benéficos ao organismo. Possui menos sódio que o sal comum de mesa, por isso, liberado aos hipertensos.

Chips de Couve

INGREDIENTES 

5 folhas grandes de couve (manteiga ou portuguesa)
2 colheres de sobremesa de flocos de alho
1 pitada de pimenta calabresa em flocos
0 quanto baste de sal rosa do Himalaia*
MODO DE PREPARO

Lave a couve. Tire os talos com o auxílio de uma faca, mas cuidado para não rasgar as folhas. Em seguida, corte-as em formato de quadrados, semelhante ao tamanho de batatas chips.

Com papel toalha ou um pano limpo, seque folha a folha. Distribua-as, cortadas em uma assadeira antiaderente. É importante que cada quadradinho seja colocado individualmente, sem sobrepor ao outro.

Salpique o sal, a pimenta em flocos e o alho. Leve ao forno preaquecido a 180°C por 20 minutos ou até que estejam crocantes.

*O sal rosa do Himalaia já pode ser encontrado facilmente em redes de supermercados, na sessão de produtos naturais, além de casas que vendem cereais ou em feiras orgânicas.

Foto: Frany Müller

Ecoculinarista, educadora, mãe e vegana. Amante da poesia que é cozinhar, se dedica a mostrar, através de sabores, que é possível ter uma vida saudável e muito gostosa. Cofundadora do projeto “Guria Verde – culinária funcional”, ensina o preparo de receitas alternativas descomplicadas e saudáveis para as delícias que conhecemos desde a infância e amamos até hoje. Realiza palestras e workshops sobre alimentação

Frany Müller

Ecoculinarista, educadora, mãe e vegana. Amante da poesia que é cozinhar, se dedica a mostrar, através de sabores, que é possível ter uma vida saudável e muito gostosa. Cofundadora do projeto "Guria Verde - culinária funcional", ensina o preparo de receitas alternativas descomplicadas e saudáveis para as delícias que conhecemos desde a infância e amamos até hoje. Realiza palestras e workshops sobre alimentação

Deixe uma resposta