Lagarto recheado quando temos casa cheia

Um jantar, quase festa: vô, vó, outra vó, o filho da outra vó, o enteado e a namorada, e as crianças amigas e as mães das crianças, se revezando em ajuda e degustação. E tudo estava em harmonia: os temperos, o cardápio, a família de antes, a de agora. Tudo na mesma panela

Ler mais

Bacalhau não é pecado

Medite na Sexta da Paixão. Ouça o Canto de Verônica (é de arrepiar!). E se delicie com mais uma crônica e a receita deliciosa de Brandade de Bacalhau. Feliz Páscoa!

Ler mais

Era uma vez, um lagarto recheado. E uma torta rústica de legumes

O lagarto era para ser servido junto com a torta para os convidados. Mas Lalita não resistiu aos aromas vindos da cozinha. Tão perto, em cima da bancada, bastava um pulo…

Ler mais

Sexta-feira alaranjada e ausente, com tomate marinado

Sabe aquela cor laranja, de pôr do sol? É porque é o mesmo que a semana se pondo. Vagarinho, alaranjado, quente ou frio. Sabia, sexta-feira, que desde ontem, eu já preparava o tomate vermelho e marinado no azeite dourado para a sua noite?

Ler mais

Mistura: abobrinha com conteúdo

Em algumas regiões do Brasil, mistura é o complemento, a guarnição que acompanha o elemento principal do prato. Então, temos o prato feito perfeito: arroz e feijão e, de mistura, abobrinha batida e bife. Abobrinha é clássica, é simples, é caipira, é gourmet!

Ler mais

O peixe na floresta e uma receita de ceviche

Meu ceviche mais recente foi para um almoço com a família mineira. O preparo é com peixe fresco. E ele continua assim até a mesa. Perfeito para tardes e noites quentes com preguiça no corpo, ao som de “Boto Namorador”, com Dona Onete

Ler mais

Prudência, casório e caldo de galinha…

Em algumas culturas, caldo de galinha é tão tradicional quanto jogar arroz nos noivos. Prosperidade, fartura, vitalidade. Comida, sempre comida permeando os hábitos, seja nas panelas da Europa ou nas de Minas Gerais

Ler mais

Minha vó tinha um caldeirão

O caldeirão da minha vó tinha uma quedinha especial pela chuva. Porque quando chovia, era dia de bolinho bobo. Você ia dizer bolinho de chuva. Errou!! O caldeirão fazia bolinho bobo. Farinha, ovos, açúcar, óleo, canela, frita tudo e…

Ler mais

O lado doce do arroz

Para mim, arroz doce é felicidade cozidinha, caramelada de açúcar queimado, com traços de canela e raspinha de limão. São dessas coisas de um amor escondido entre panelas

Ler mais

Cozinha que é bom!

Estou reunindo aqui duas paixões: a escrita e a cozinha. Adoro comer. Sem frescura, nem restrição. Tenho muita coisa pra contar. Muita receita pra debulhar. Mas sem pressa. Comida boa é feita e saboreada devagar. Sejam bem-vindos ao blog “Cozinha que é bom!”

Ler mais