Exposição fotográfica em Tiradentes revela cotidiano dos povos indígenas do Alto Xingu

A cidade mineira acaba de ganhar um novo espaço para a fotografia e a arte, inaugurada com exposição permanente de imagens do repertório de Renato Soares, que há mais de 30 anos registra a vida e a cultura indígena no Brasil

Ler mais

Nossos ‘heróis’ de ontem, nossos vilões de hoje

Olhando para a situação atual do Brasil e de todas as etnias indígenas, o fotógrafo Renato Soares percebe grande semelhança com o passado dos bandeirantes

Ler mais

A noite dos Mamaés

Kuarup é a festa em homenagem aos mortos realizada entre as etnias do Alto Xingu. É a noite dos espíritos, dos Mamaés, que o fotógrafo e indigenista Renato Soares apresenta em texto e imagens belíssimas

Ler mais

Canoa, canoa desce… pro meio do rio, canoa desce

Aos poucos, a canoa está deixando de fazer parte do cotidiano dos índios. Neste post, o fotógrafo Renato Soares faz uma homenagem ao meio que o tem levado, nos últimos 30 anos, a inúmeras aldeias pelo país, para seu projeto Ameríndios do Brasil

Ler mais

Antropologia Visual ou a arte de estudar o ser humano através da imagem

Viaje no tempo com o fotógrafo Renato Soares. Em seu novo post, ele fala da importância do trabalho dos profissionais da imagem, desde os tempos das cavernas

Ler mais

Pyulaga, a lagoa dos pescadores

De todas as pescarias do Alto Xingu, a dos índios Waujá é a mais famosa. Não por render grandes peixes, mas, sim, pela alegria com que é preparada. Este ano, ela alimentou uma das maiores festas de Kuarup do Xingu, na aldeia Pyulaga

Ler mais

Cocar de penas? Não, de canudinhos plásticos!

A ideia de usar canudos plásticos nos cocares ocorreu quando a aldeia dos índios Kaiapó pegou fogo por causa da seca e eles perderam tudo. Como não tinham penas disponíveis, improvisaram com o que encontraram à mão. Agora, canudos e penas convivem nas cabeças da etnia

Ler mais

No Parque Indígena de Tumucumaque, uma visita aos índios Aparaí e Waiana

O fotógrafo e indigenista Renato Soares narra viagem à reserva indígena de Tumucumaque, no Amapá, em 2015, onde se embrenhou por sua floresta imponente

Ler mais

Viagem ao mundo dos Boé

De repente, lembrei dos espíritos que caminham para outra dimensão como se fossem as penas de um gavião flutuando na direção do nada. E surgiu o ensaio que escolhi para este post, no qual o caminho está nas cores, nas formas, no espírito livre dos Boé, como se autodenominam os Bororo Orientais

Ler mais

Brincando nos campos do Senhor

O fotógrafo e indigenista Renato Soares esteve no Parque Indígena do Xingu e, além de muita beleza e magia, encontrou o resultado dos impactos da usina de Belo Monte

Ler mais